Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fortuna de Prince deve ser dividida entre seis irmãos

Segundo Tyka, irmã do músico, morto na semana passada, ele não possuía um testamento

A fortuna do cantor Prince, morto na quinta-feira passada aos 57 anos, poderá ser dividida entre sua irmã e seus cinco meios-irmãos vivos. Segundo o site TMZ, o músico morreu sem ter deixado um testamento explicando como queria fazer a divisão de sua herança, de cerca de 150 milhões de dólares. Nesse caso, pelas leis do Estado de Minnesota, onde Prince nasceu e morava, sua fortuna deverá ser dividida entre seus parentes mais próximos.

Leia também:

Corpo de Prince é cremado em cerimônia fechada a parentes e amigos

Autópsia de Prince termina, mas causa da morte ainda é mistério

Prince teria sofrido overdose seis dias antes de morrer

Em 15 clipes difíceis de encontrar na web, o talento de Prince. Assista

Nesta terça-feira, Tyka Nelson, irmã de Prince, apresentou documentação pedindo a uma corte de Minneapolis que apontasse um administrador especial para repartir a fortuna do cantor. No documento, ela confirma que o irmão não possuía nenhum testamento conhecido. “Desconheço a existência de um testamento e não tenho razões para acreditar que Prince deixou algum documento a respeito”, afirma Tyka no pedido, onde assegura que existe uma “emergência” para distribuir a herança do artista.

Tyka solicita, além disso, que o administrador da fortuna de Prince seja a firma privada “Bremer Truste National Association”, que conhece os negócios do cantor, já que prestou serviços financeiros ao artista durante anos.

Tyka é a única irmã de pai e mãe de Prince. Além dela, o cantor possuía sete meios-irmãos. Dois deles morreram e, segundo o TMZ, seus filhos podem entrar como beneficiários da herança de Prince – não há informação, no entanto, se esses irmãos do cantor deixaram descendentes.

Prince foi cremado em uma cerimônia privada para amigos próximos e familiares no sábado. Segundo nota divulgada por sua assessora de imprensa, ainda não se sabe o que causou a morte do cantor e o resultado da autópsia, feita na sexta, vai demorar pelo menos quatro semanas para sair.

Segundo o site americano TMZ, o primeiro a noticiar a morte de Prince, ele teria sofrido uma overdose seis dias antes de morrer. A publicação afirma que o pouso de emergência do avião particular do cantor, na sexta-feira passada, foi necessário para que ele fosse levado a um hospital e recebesse medicação para combater os efeitos de drogas derivadas do ópio (como heroína, morfina e codeína, por exemplo).

http://videos.abril.com.br/veja/id/ab80f1b5a645b55956a50bb63aba6970

‘1999’

Música que deu título ao álbum de 1982 de Prince, seu quinto trabalho de estúdio e o que lhe deu fama internacional. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/22f71bbff17e2d73041e6b779dd2ff2a

‘Alphabet St.’

Single do álbum Lovesexy, que Prince lançou em 1988, e o único que ficou entre os dez mais executados nos Estados Unidos e no Reino Unido. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/8042dba8c670acef29d8819b8ce3776b

‘Batdance’

Uma das canções compostas por Prince para o filme de Tim Burton Batman (1989). O cantor assinou toda a trilha sonora do longa, que foi um sucesso de vendas no mundo inteiro. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/eec64f002c50bbc3c6f187a204762ff1

‘Cinnamon Girl’

Música que integra o álbum Musicology, de 2004. Seu clipe causou controvérsia nos Estados Unidos por mostrar uma garota muçulmana sendo discriminada após os ataques de 11 de setembro ao país. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/3736d8e4d3db5b7e4e24eb5813f63b3c

‘Cream’

A canção faz parte do disco Diamonds and Pearls, de 1991. A música foi a última de Prince a liderar as paradas americanas. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/8b89520e5d1f8fc936a31dd03d9ae614

‘Get Off’

Outro single do álbum Diamonds and Pearls, de 1991, entrou para as paradas americanas tanto nos Estados Unidos como no Reino Unido. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/8310791e8c044ac891445e2b90ac396e

‘Kiss’

Canção do disco Parade, de 1986. Foi eleito o melhor single daquele ano pela revista britânica NME, que também deu a ele a quarta posição na lista dos 150 maiores singles de todos os tempos. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/2e3603bba5ad759a42a46c6381f6267e

‘Let?s Go Crazy’

Música do disco Purple Rain, de 1984, também fez parte da trilha sonora do filme de mesmo nome estrelado por Prince. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/248bb782003fec5e0071e65c726fde52

‘Musicology’

Musicology faz parte do álbum de mesmo nome, lançado em 2004 por Prince. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/0be8186eb9b3f8f652913989e0baaf49

‘My Name Is Prince’

A canção integra o disco Love Symbol, de 1992, e fala, como o nome indica, do próprio Prince e de seu talento musical. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/51a9c0a2c07094eba26b3fbde9cca25c

‘Nothing Compares 2 U’

Música composta por Prince para seu projeto paralelo The Family. A obra, no entanto, ganhou fama ao ser lançada pela cantora Sinéad O’Connor.

http://videos.abril.com.br/veja/id/4e6eef09c2e051a528c879ad4aac6a71

‘Peach’

A música foi lançada na coletânea The Hits/The B-Sides, lançada em 1993.

http://videos.abril.com.br/veja/id/6ac9b9011ca3169b7d3745d95533d411

‘Sign o’ the Times’

Principal single do disco de mesmo nome lançado em 1987, chegou a conquistar a terceira posição na parada americana Billboard Hot 100. 

http://videos.abril.com.br/veja/id/84c74d8b7c9ce7b54b656bb88075fc03

‘Take Me with U’

O último single do disco Purple Rain, de 1984, conta com a participação da cantora Apollonia Kotero, que interpreta o par romântico de Prince no filme Purple Rain

http://videos.abril.com.br/veja/id/d238537e0d078d7eeb67b80e1322c6e4

‘When Doves Cry’

Principal single de Purple Rain, tornou-se um verdadeiro hit, liderando a parada americana por cinco semanas e a lista dos mais vendidos – foi o single mais vendido de 1984, segundo a Billboard

‘Purple Rain’ (1984)

Filme de estreia de Prince, foi dirigido por Albert Magnoli. No musical, o cantor interpreta The Kid, líder de uma promissora banda de Minneapolis chamada The Revolution. O sucesso nos palcos com o grupo, porém, é sacudido pela turbulenta vida pessoal do cantor, que sofre abuso físico do pai e emocional da mãe e que perde a namorada para outro músico. No Oscar de 1985, o filme ganhou o prêmio de melhor musical original, categoria em que só podem concorrer longas com cinco ou mais canções compostas por uma única pessoa e que se integrem na história. Essa categoria não é fixa na premiação – a última vez que fez parte do evento, aliás, foi justamente a que teve Prince como vencedor.

‘Sob o Luar da Primavera’ (1986)

Filme dirigido e estrelado por Prince, conta a história de dois amigos, Christopher Tracy (Prince) e Tricky (Jerome Benton), que ganham a vida dando golpes em mulheres. A rotina dos rapazes muda quando eles conhecem uma moça que está prestes a ficar milionária com uma herança e Tracy se apaixona por ela. O longa foi tão mal recebido e criticado que ganhou o Framboesa de Ouro, que escolhe anualmente as piores produções e atores de Hollywood. Prince também não passou incólume, sendo escolhido o pior ator e diretor daquele ano por causa da produção.

‘Batman’ (1989)

Prince foi o responsável pela trilha sonora do filme do herói, estrelado por Michael Keaton e dirigido por Tim Burton. O disco Batman, lançado em 1989, foi o 11º trabalho de estúdio do cantor e serviu de trilha ao longa. Com singles como Batdance e Partyman, o álbum foi um sucesso comercial, vendendo 11 milhões de cópias e ocupando o primeiro lugar da lista da revista Billboard de mais vendidos por seis semanas consecutivas. 

‘Graffiti Bridge’ (1990)

Escrito, dirigido e estrelado por Prince, é a sequência de Purple Rain. Na história, alguns anos se passaram e The Kid, o ex-líder da The Revolution, agora é dono de uma casa de shows que continua alimentando a rivalidade com um antigo desafeto. Apegado ao passado, ele encontra conforto no espiritismo e envia cartas a seu pai, morto anos antes. Novamente, o longa não foi bem recebido e concorreu em cinco categorias no Framboesa, incluindo pior filme, diretor, ator e roteiro. 

(Da redação, com agência EFE)