Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Finlandês leva prêmio Um Certo Olhar

Hymyilevä Mies, do estreante Juho Kuosmanen, mostra a preparação de um boxeador para a luta de sua vida

O finlandês Hymyilevä Mies – ou The Happiest Day in the Life of Olli Mäki (“o dia mais feliz na vida de Olli Mäki”) -, do estreante em longas Juho Kuosmanen, foi eleito o melhor da mostra Um Certo Olhar, a paralela da seleção oficial do 69ª Festival de Cannes. No filme em preto e branco, Olli Mäki (Jarkko Lahti) é um boxeador peso-pena que, no verão de 1962, está se preparando para a luta de sua vida e o consequente estrelato, mas se apaixona.

O prêmio do júri foi para o japonês Fuchi ni Tatsu (ou Harmonium), de Kôji Fukada. O americano Matt Ross, de Captain Fantastic (“Capitão Fantástico”), foi eleito o melhor diretor. O melhor roteiro foi das francesas Delphine Coulin e Muriel Coulin por Voir du Pays (“vista do país”, na tradução livre do francês). E a animação La Tortue Rouge (“a tartaruga vermelha”), do holandês Michael Dudok de Wit, ganhou o prêmio especial.

O júri foi presidido pela atriz suíça Marthe Keller e composto pelo ator mexicano Diego Luna, o diretor sueco Ruben Östlund, a atriz francesa Céline Sallette e a diretora austríaca Jessica Hausner.