Clique e assine com 88% de desconto

Filme que acusa Michael Jackson de abuso sexual estreia dia 16 no Brasil

Documentário desagradou família do cantor, que abriu processo no valor de 100 milhões de dólares contra a HBO

Por Estadão Conteúdo - 1 mar 2019, 14h42

O documentário Deixando Neverland (Leaving Neverland), que traz relatos de rapazes que acusam Michael Jackson de abuso sexual, já tem data de estreia no Brasil: a primeira parte vai ao ar no dia 16 de março, às 20 horas; a segunda, no dia seguinte, no mesmo horário, no canal HBO e no serviço de streaming HBO GO.

Com direção de Dan Reed, a produção acompanha as histórias de Jimmy Safechuck e Wade Robson. Os dois, ainda crianças, aos 10 e 7 anos, respectivamente, conquistaram a amizade de Jackson e foram levados a sua propriedade em Neverland, em Santa Bárbara, na Califórnia (EUA), para que recebessem orientação artística, isolados de suas famílias.

Eles acusam o cantor de ter abusado sexualmente deles na propriedade ao longo de anos. Segundo seus relatos, Jackson insistia para que as crianças mantivessem os abusos em segredo, ameaçando-as de “prisão para o resto da vida”, caso alguém soubesse.

Safechuck e Robson afirmam que sucessivas crises emocionais os levaram, agora adultos, a contarem a verdade. No documentário, relatam não apenas os episódios de abusos, mas também os consequentes traumas deixados por Michael Jackson.

Publicidade

Exibido no Festival de Cinema de Sundance, o documentário desagradou a família do cantor, que abriu processo no valor de 100 milhões de dólares contra a HBO.

Publicidade