Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Festival no MA tem atrações canceladas e faz público dormir em estábulos

Péssima organização faz do Metal Open Air um grande fiasco. Seis bandas e a atração principal, o ex-Kiss Gene Simmons, se recusam a fazer shows por falta de pagamento. Camping foi montado em espaço destinado a abrigar animais

A meia dúzia de gato pingado na plateia do Metal Open Air é o retrato do fiasco em que o festival se transformou no seu primeiro dia, nesta sexta-feira. Sem pagamento de cachê, passagens aéreas e até visto de trabalho sete bandas cancelaram as apresentações que fariam entre esta sexta e domingo no Parque Independência, em São Luis, no Maranhão.

“O produtor do show não foi localizado, então não podemos arcar sozinhos com a viagem da equipe”, reclamou no Twitter Shannon Tweed, mulher de Gene Simmons. O ex-baixista e vocalista do Kiss era a atração principal da programação. Ele tocaria no sábado o grupo Rock n’ Roll All Stars.

Problemas com a Vigilância Sanitária e com o Corpo de Bombeiros atrasaram em mais de quatro horas o primeiro show. Para completar a falta de infraestrutura e organização, segundo o jornal O Imparcial, de São Luis, os metaleiros tiveram de montar suas barracas em espaço destinado a abrigar cavalos. Estábulos foram transformados em área de camping nos três dias de rock pesado. Só um chuveiro funciona, o que inspirou os acampados a tomar banho no bebedouro dos cavalos. “Estou com um pouco de nojo. Sinto um cheiro de fezes de animal. Não comi nenhuma refeição ainda, só lanche”, afirma, para a publicação, a jornalista pernambucana Michele Costa.

No camping improvisado, só há um ponto de luz e a boate que iria entreter os metaleiros depois dos shows principais não ficou pronta. Batizada de El Diablo, a boate deve funcionar apenas neste sábado, pelo menos é o que prometem os organizadores ouvidos pelo O Imparcial.

A organização culpa o governo de Maranhão e empresas pelos cancelamentos já que teriam negado verba prometida de patrocínio em cima da hora. Além disso, funcionários da Negri Produções, responsáveis pelo festival, alegam que os transtornos foram potencializados pela falta de fornecimento de energia na região dos shows.

Segundo o jornal O Imparcial, o governo do Maranhão emitiu nota oficial, nesta sexta, em que nega qualquer intenção de patrocinar o festival. “A Secretaria de Estado de Comunicação Social (SECOM-MA) informa que não há registro de qualquer aproximação do Governo do Maranhão com a produção do Metal Open Air (MOA), festival de rock que está sendo realizado em São Luís. Esclarece ainda que o governo não investe em eventos com bilheteria paga. Nesse caso específico, há ainda o agravante do histórico de eventos já realizados por um desses mesmos produtores e que resultaram em problemas semelhantes.”

Para auxiliar o público, o Procon do Maranhão montou um posto de atendimento no Parque Independência.