Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Fãs acampam no Morumbi à espera do Foo Fighters

Movimentação é tranquila, mas algumas pessoas preferiram garantir um bom lugar para a apresentação, marcada para as 21 horas

Por Da Redação - 23 jan 2015, 14h10

A movimentação ainda é tranquila nos arredores do Estádio do Morumbi, onde a banda americana Foo Fighters se apresenta a partir das 21 horas desta sexta-feira, em São Paulo, mas muitos fãs preferiram antecipar a chegada ao local do show para garantir um lugar melhor. O grupo já tocou em Porto Alegre, no estacionamento da Fiergs, na última quarta-feira. Depois de se apresentar em São Paulo, os americanos seguem para o Rio de Janeiro, onde tocam no domingo, no Estádio do Maracanã.

Leia também:

Courtney Love quer gravar dueto com Dave Grohl

Dave Grohl e Courtney Love selam a paz nas redes sociais

Publicidade

Fãs fazem vaquinha e conseguem show do Foo Fighters

Entre os fãs que se aglomeram no entorno do Morumbi está o vendedor Vitor Machado, 24 anos. Primeiro da fila do setor verde da pista premium, o jovem de Rio Claro, no interior do Estado, chegou à capital paulista na tarde da última terça. “A gente se vira como pode, não é? Vim só com alguns trocados. Comprei amendoim e um saco de cereal. Vale tudo pelo Foo Fighters”, afirma o rapaz.

Já o gestor de políticas públicas Rafael Krettelys, 24, está na fila desde ontem. “Em 2012, quando eles tocaram no Lollapalooza, não consegui comprar ingressos. Prometi que quando eles voltassem não perderia esta oportunidade. Ninguém encanta tanto ao vivo como Dave Grohl”, afirma, sobre o líder da banda.

Esta é a terceira passagem da banda norte-americana pelo Brasil. A primeira ocorreu em 2001, na terceira edição do Rock in Rio. Mais de dez anos depois, em 2012, eles tocaram na primeira edição do festival Lollapalooza.

Publicidade

Ainda há ingressos para a apresentação, na arquibancada. A expectativa é de que as entradas se esgotem até o início da noite. Como é de praxe, cambistas também disponibilizam ingressos, por valores de até 500 reais, e circulam livremente na região do Morumbi.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade