Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Famosas apoiam Claudia Leitte em caso Silvio Santos: ‘Chega de assédio’

'Veja bem, Silvio, roupa não é convite', diz texto republicado por nomes como Bruna Marquezine, Mariana Ximenes, Taís Araújo e Alinne Moraes

Por Redação - 13 nov 2018, 09h31

Depois de Claudia Leitte confirmar que se sentiu desconfortável com os comentários de Silvio Santos durante o Teleton, no último sábado, diversas famosas saíram em defesa da cantora. Nomes como Bruna Marquezine, Taís Araújo, Camila Pitanga, Alinne Moraes e Débora Falabella, entre outras, republicaram uma postagem com a hashtag #Chegadeassédio e a frase “mexeu com uma, mexeu com todas”, em seus perfis nas redes sociais.

No Teleton, o dono do SBT recebeu Claudia no palco e afirmou que não daria um abraço nela, dizendo que ficaria “excitado” por causa da maneira como Claudia vem se apresentando. Mais tarde, fez referência à roupa que ela usava. Nesta segunda-feira, a cantora afirmou que se sentiu “constrangida” e defendeu que roupa nenhuma justifica comportamentos como o do apresentador.

As redes sociais, então, foram tomadas por uma mensagem de apoio a Claudia, lançada pelo grupo #342Artes, movimento de defesa da liberdade de expressão encabeçado por Caetano Veloso e a mulher, a empresária Paula Lavigne. “Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir”, diz o texto republicado pelas atrizes. “Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos.”

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional e durante um programa social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisam. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio #342artes

A post shared by Bruna Marquezine ♡ (@brunamarquezine) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabemos como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, confortável o suficiente para fazer isso em frente de sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio #342Artes

A post shared by Mariana Ximenes (@marixioficial) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, onde ele se sentiu confortável de fazer isso na frente da sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio #342Artes

Publicidade

A post shared by Leandra Leal (@leandraleal) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabe como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, onde ele se sentiu confortável de fazer isso na frente da sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio

A post shared by Camila Pitanga (@caiapitanga) on

Publicidade

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional, durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisam. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato de estar na TV, onde ele se sentiu confortável de fazer isso na frente da sua mulher e da sua filha, desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio

A post shared by Taís Araujo (@taisdeverdade) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabe como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, onde ele se sentiu confortável de fazer isso na frente da sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio

A post shared by Débora Falabella (@deborafalabellaoficial) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabemos como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, confortável o suficiente para fazer isso em frente de sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio #342Artes

Publicidade

A post shared by Débora Nascimento (@debranascimento) on

View this post on Instagram

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando em rede nacional durante um programa de foco social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisa. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV, onde ele se sentiu confortável de fazer isso na frente da sua mulher e filha, só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência diariamente. Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito com as nossas, respeito com todos. Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio #342Artes

A post shared by bruna linzmeyer (@brunalinzmeyer) on

Publicidade

 

 

Publicidade