Clique e assine com 88% de desconto

Família de Amy Winehouse critica documentário sobre a cantora

Por Da Redação - 27 abr 2015, 08h59

A família de Amy Winehouse, que morreu aos 27 anos de uma ingestão exagerada de álcool, em 2011, classificou o documentário sobre a britânica como “enganoso” e marcado por “algumas mentiras”. O filme Amy, com estreia prevista para o mês que vem no Festival de Cannes, narra a história da cantora de hits como Rehab do início da carreira até a morte.

LEIA TAMBÉM:

Trailer de ‘Amy’ traz fotos e depoimentos inéditos da cantora

Amy Winehouse morre em Londres, aos 27 anos

Publicidade

Amy Winehouse morreu intoxicada por álcool, diz segundo laudo

Biografia é pedido de desculpas do pai a Amy Winehouse

“Os parentes sentem que o diretor perdeu a oportunidade de prestar homenagem a Amy e seu talento”, disse o porta-voz da família em um comunicado. “Há acusações infundadas contra a família e sua empresária”, continua o texto, sem esclarecer que acusações seriam essas.

O documentário foi dirigido pelo premiado cineasta britânico Asif Kapadia, o mesmo de Senna, sobre o piloto brasileiro de Fórmula 1, que ganhou os prêmios da Academia Britânica para as Artes do Cinema e a Televisão (Bafta) de melhor documentário e edição.

Publicidade

Em outro comunicado, a equipe do documentário defende o trabalho, assegurando que contou “com o pleno respaldo da família Winehouse” e que rodou o longa “com total objetividade, da mesma forma que fizeram em Senna“. “Durante o processo de produção, fizemos cem entrevistas na região com gente que conhecia Amy Winehouse, entre eles amigos, familiares e membros da industria fonográfica”, diz o texto da equipe do filme.

(Com agência France-Presse)

Publicidade