Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Executivo da Netflix é demitido por usar termo racista com funcionários

Jonathan Friedland, que estava na empresa havia sete anos, usou palavra considerada ofensiva em duas ocasiões

A Netflix demitiu seu chefe de comunicações, Jonathan Friedland, depois que o executivo usou um termo racista durante conversas com funcionários, segundo o site da revista The Hollywood ReporterUma mensagem enviada à equipe da empresa pelo CEO Reed Hastings e obtida pela publicação afirma que Friedland usou uma palavra em inglês considerado racista durante duas reuniões.

“Jonathan contribuiu muito em diversas áreas, mas seu uso da palavra iniciada por ‘n’ em ao menos duas ocasiões no trabalho demonstrou inaceitável falta de sensibilidade e de consciência racial, e esse comportamento não está alinhado com os valores da empresa”, diz a mensagem de Hastings. O CEO afirma que Friedland usou a palavra pela primeira vez “há vários meses” e foi informado por várias pessoas de que o ato havia sido inapropriado. Ele se desculpou, mas alguns dias depois voltou a utilizar o termo ao conversar com a equipe de Recursos Humanos da empresa, justamente sobre o primeiro incidente.

Em seguida, Hastings falou um pouco sobre o uso da palavra considerada ofensiva. “Para pessoas que não são negras, a palavra não deve ser falada, já que quase não há contexto em que seu uso é apropriado ou construtivo (mesmo quando ela está em uma canção ou em um roteiro). Não há como neutralizar a emoção e a história por trás da palavra em nenhum contexto.”

Friedland estava na Netflix havia sete anos. Ex-funcionário da Disney, ele foi contratado pelo serviço de streaming em 2011 como vice-presidente de comunicação corporativa global, sendo promovido no ano seguinte. A plataforma ainda não anunciou quem será seu substituto no cargo. 

Ao site, Friedland confirmou a demissão. “Líderes precisam ser irrepreensíveis no exemplo que dão e infelizmente eu não segui esse padrão ao ser insensível quando conversava com minha equipe sobre palavras ofensivas em comédias”, disse. “Me sinto horrível pela angústia que esse lapso causou às pessoas na companhia que eu amo e onde eu quero que todos se sintam incluídos e respeitados.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Bruna Scalon

    ‘Raacismo’ e esse policiamento nefando e insano (esquerdopata, claro!) contra a liberdade de expressao dos outros!!! Esse infame “politicamente “correto” ja virou uma doenca, um absurdo, uma cretinice e um cerceamento temerário, despótico, louco a muito tempo!!!

    Curtir