Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ex-companheiro de banda processa Ozzy Osbourne

Bob Daisley, compositor que trabalhou com o vocalista, pede 2 milhões de dólares em direitos autorais

Por Da Redação - 11 ago 2016, 19h09

O inferno astral de Ozzy Osbourne continua a todo vapor. Depois de quase se divorciar de Sharon Osbourne, por ter seu caso extraconjugal revelado, e ser submetido a um tratamento para controlar o vício em sexo, o roqueiro agora terá que enfrentar o processo de um ex-companheiro de banda. Bob Daisley, que tocou baixo e co-escreveu algumas das canções na carreira solo do britânico, está acusando o cantor de dever 2 milhões de dólares em direitos autorais.

LEIA TAMBÉM:
Ozzy Osbourne tinha vida dupla com affair, diz site
Ozzy se diz insaciável e amante assume: ‘ Meus melhores anos’
Ozzy Osbourne diz que casamente está ‘de volta aos trilhos’

Segundo Marcee Rondan e Mitch Schenider, assessores de Osbourne, ao site americano The Wrap, Daisley tem recebido milhões de dólares em direitos autorais nos últimos 36 anos da gravadora do britânico. O compositor já entrou com ações no passado contra o vocalista do Black Sabbath, uma nos Estados Unidos e uma no Reino Unido, e perdeu em ambas as ocasiões. O australiano ajudou Osbourne a escrever aquele que talvez seja o maior hit da carreira solo do cantor: Crazy Train.

Publicidade