Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-assistente de Lindsay Lohan será testemunha-chave em julgamento

Segundo o site Radar Online, Gavin Doyle era o passageiro no carro que a atriz dirigia quando se envolveu em um acidente no ano passado

Gavin Doyle, ex-assistente de Lindsay Lohan, será testemunha-chave em mais um julgamento da atriz, marcado para o próximo dia 18. Segundo o site Radar Online, ele era o passageiro no carro da atriz quando ela se envolveu em um acidente no qual é acusada de mentir para a polícia – na época, ela havia dito que quem dirigia o veículo era Gavin.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Charlie Sheen diz que pode salvar Lindsay Lohan

Gavin Doyle, ex-assistente de Lindsay Lohan Gavin Doyle, ex-assistente de Lindsay Lohan

Gavin Doyle, ex-assistente de Lindsay Lohan (/)

“Gavin foi intimado a depor pelos promotores no mês passado e tem cooperado. Ele vai testemunhar que Lindsay dirigia o carro naquele dia, e vai falar a verdade porque não tem nada a esconder e se preocupa com o bem-estar dela”, disse ao Radar Online uma fonte próxima ao julgamento.

Na última sexta-feira, o juiz James Dabney criticou o advogado de Lindsay, Mark Heller, chamando-o de incompetente, e afirmou que a atriz terá de conseguir outro defensor até a data do julgamento, ou a Justiça americana escolherá um para ela. Segundo o juiz, Heller preencheu documentos oficiais de maneira errada, o que prejudicou o caso.

Rehab – A equipe de Lindsay tenta conseguir um acordo no qual ela iria para uma clínica de reabilitação por 60 dias para evitar ir para a prisão. No entanto, ela tem se recusado a ir para a “rehab”, porque afirma não ter problemas com drogas ou álcool. Segundo o Radar Online, mesmo se Lindsay for absolvida de ter mentido para os policiais naquele dia, ainda corre o risco de passar 245 dias presa por ter violado sua condicional (ela responde a um processo pelo furto de um colar em 2011).

Além de estar correndo o perigo de ir para a prisão, a atriz está quebrada. Ela deve 150.000 dólares à sua antiga advogada, Shawn Holley, e, recentemente, voltou a morar com a mãe em Nova York, porque não consegue mais bancar o aluguel em Los Angeles, e até alguns amigos, como Charlie Sheen, andaram ajudando a moça a pagar as contas. Para piorar, a atriz anda em baixa em Hollywood e ninguém mais quer contratá-la.