Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ethan Hawke chama vencedores do Oscar de ‘medíocres’

Ator também criticou a cultura americana de competições. "Acho destrutivo"

O astro de Antes da Meia-Noite e A Entidade, Ethan Hawke, não poupou críticas ao Oscar em entrevista à publicação americana Gotham Magazine. Para o ator, que não deixa de ter razão em parte do que diz, muitos dos filmes que venceram a premiação eram “irrelevantes e estúpidos”.

“É tanta asneira, é só parar para analisar quantos filmes totalmente irrelevantes e estúpidos ganharam o Oscar e quantos atores medíocres tem uma estatueta em suas casas. A prioridade é a perseguição de falsos elogios, de dinheiro e de honras em premiações, e eu acho que tudo isso é destrutivo”, disse o ator, em um momento de desprezo pela festa.

Segundo Hawke, a sua principal crítica ao Oscar é o incentivo à competição, que ele vê como parte da cultura americana. “As pessoas deste país transformam tudo em competição. Para deixar claro quem é o vencedor e quem é o perdedor. É por isso que gostam de anunciar os lucros de cada filme, é uma maneira de falar: ‘Este é o número 1′”, disse o ator.

Leia também – Child’s Pose, da Romênia, vence o Festival de Berlim 2013

River Phoenix revive no Festival de Berlim em ‘Dark Blood’

O único que saiu ileso dos comentários foi Joaquin Phoenix, indicado à categoria de melhor ator pelo filme O Mestre. Exceto por ele, o restante da premiação é tido como desprezível para Hawke, que já foi indicado a melhor coadjuvante em 2001 por sua atuação no filme Dia de Trainamento, e a melhor roteiro em 2004 pelo longa Antes do Pôr-do-Sol.

Ethan Hawke atualmente está em cartaz em Nova York com a peça de teatro Clive, inspirada no ensaio O Maligno Baal, de Bertold Brecht. E no dia 24 de maio ele chega aos cinemas nos Estados Unidos com o filme Depois da Meia-Noite, que completa a trilogia precedida por Antes do Amanhecer (1995) e Antes do Pôr-do-Sol (2004).