Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Espanha escolhe filme mudo como representante no Oscar

Com 'Blancanieves', de Pablo Berger, país espera repetir sucesso do francês 'O Artista', primeiro longa mudo a levar prêmio em 83 anos

O filme mudo e em preto e branco Blancanieves, do diretor Pablo Berger, foi escolhido para representar a Espanha na disputa por uma indicação ao Oscar de filme em língua estrangeira. O anúncio foi feito nesta quinta-feira pela Academia de Cinema Espanhola.

“Espero que o filme tenha o êxito que merece e que conquiste o quinto Oscar para o cinema espanhol”, disse o presidente da Academia de Cinema Espanhola, Enrique González Macho. O país já ganhou estatuetas com os filmes Mar Adentro, de Alejandro Amenábar, Começar de Novo, de José Luis Garci, Belle Epoque, de Fernando Trueba, e Tudo Sobre Minha Mãe, de Pablo Almodóvar.

Releitura do clássico da Disney que tem como protagonistas Maribel Verdú, Macarena García e Daniel Giménez Cacho, Blancanieves superou El Artista y La Modelo, de Fernando Trueba, e Grupo 7, de Alberto Rodríguez, outros bons filmes espanhóis do ano. Com ele, o país espera repetir sucesso do longa francês O Artista, primeiro filme mudo a levar a estatueta principal do Oscar em 83 anos.

Além da Espanha, outros países já elegeram seus representantes no Oscar de filme estrangeiro. O Brasil escolheu O Palhaço, de Selton Mello. Já a França fará forte concorrência na premiação do ano que vem, com seu longa Intocáveis, fenômeno de bilheteria mundial que conta a história real de um bilionário francês que fica tetraplégico.

Neste ano, as indicações do Oscar serão anunciadas no dia 10 de janeiro — cinco dias antes do habitual.

(Com agências Efe e France-Presse)