Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Enterro’ de Silvio Santos pode levar ‘Pânico’ à Justiça

Ceará, que interpretava o dono do SBT há mais de 20 anos, foi impedido no início do mês, por liminar, de continuar imitação. Cena do velório na TV não citou nome do empresário, mas ficou subentendido que era ele

Depois de ser impedido de imitar o empresário Silvio Santos, por uma liminar obtida na Justiça pelo dono do SBT, o humorista Wellington Muniz, o Ceará do Pânico na Band, pode ter de pagar uma multa ao empresário. Neste domingo, 24, o Pânico exibiu imagens do “enterro” do personagem Silvio Santos. Embora o nome não tenha sido citado, a cena deixou subentendido que era dele que se tratava (confira no vídeo abaixo). Nas imagens, todos estão vestidos de preto e Emílio Surita, o líder do programa da Band, diz que se trata de uma última homenagem ao finado personagem. De acordo com a assessoria do SBT, o departamento jurídico da emissora está analisando as imagens e terá uma posição sobre o assunto nesta terça-feira.

Ceará, que faz a imitação do apresentador há mais de 20 anos, foi avisado de que não poderia mais interpretar o personagem no início do mês, sob o risco de pagar uma multa de 100.000 reais. Silvio Santos não teria gostado das tentativas do Pânico de abordá-lo em seu cabeleireiro, em São Paulo. Quanto ao mal-estar provocado pelo programa deste domingo, Ceará afirma não ter recebido nenhum tipo de notificação ou advertência. “Não chegou nada para mim. Vou falar com a direção da Band e deixar para o jurídico da emissora responder”, diz o humorista, que nesta segunda-feira está de folga. A Band, por sua vez, disse por meio da assessoria que não comentará o assunto.

Sem Silvio Santos, Ceará terá de investir em outros personagens. Mas procura mostrar otimismo. “Eu farei o que for surgindo. Personagens vão e personagens ficam e o humor vai se renovando. O importante é estar vivo para criá-los”, diz.