Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Empresa que forneceu cão diz que vídeo de maus-tratos foi editado

A companhia Animals Unlimited é dona do cachorro que aparece em vídeos de supostos maus-tratos no set de 'Quatro Vidas de um Cachorro'

A Birds & Animals Unlimited, empresa que forneceu o pastor-alemão Hércules para as gravações do filme Quatro Vidas de Um Cachorro, se pronunciou nesta segunda-feira sobre o vídeo, divulgado na última semana pelo site TMZ, em que o animal sofre supostos maus-tratos. “Um vídeo falsamente editado foi divulgado na mídia. Ele retrata um cão sendo forçado a entrar em uma piscina contra a sua vontade e sugere que o cão ficou traumatizado como resultado. Tal coisa não ocorreu, nem aconteceria sob a supervisão de nossos treinadores de animais”, diz o comunicado na página oficial da empresa.

A empresa disse que a edição do vídeo distorce o que realmente aconteceu e que está procurando medidas legais para se defender do que ela chama de “difamação feita pela imprensa”. A companhia ainda afirma que em todos os momentos em que Hércules esteve gravando, havia dois treinadores na borda da piscina, um treinador dentro da água, um dublê e um salva-vidas.

Segundo a Birds & Animals Unlimited, o animal gravou diversas tomadas bem-sucedidas durante o dia, mas o problema começou quando foi pedido que mudasse o ponto em que o cão deveria entrar na água, longe do que tinha sido ensaiado. “Quando a câmera foi ligada, o treinador na água começou a chamar o cão. Rapidamente se tornou aparente que Hércules não queria entrar na piscina do local. Depois de menos de um minuto de Hércules insistindo em voltar ao seu ponto de partida original, este plano foi abandonado e ele foi levado para o fim da piscina de onde ele tinha sido condicionado a entrar, e fez isso com alegria”, diz o comunicado.

“Não podemos identificar a voz que aparece na fita dizendo ‘Só o jogue dentro’, mas havia muitas pessoas no set e não era ninguém com qualquer autoridade sobre o bem-estar de Hércules”, completa a empresa.

Sobre os momentos em que o animal fica submerso no fim do vídeo divulgado, o comunicado afirma o seguinte: “Enquanto nadava na piscina, a corrente o levou mais perto da parede no final da piscina do que tinha levado anteriormente. Quando o cão atingiu a parede, ele foi brevemente submerso e o mergulhador e treinador imediatamente o empurraram para a superfície. Os treinadores ao lado da piscina puxaram-no para fora da água. Hércules sacudiu a água e balançou a cauda.”

PETA — Logo em seguida à divulgação co comunicado oficial da empresa, o PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), ONG que luta pelos direitos dos animais, enviou um outro comunicado ao site Dealine rebatendo as informações da Birds & Animal Unlimited.

“As filmagens perturbadoras do set de Quatro Vidas de Um Cachorro surgiram apenas alguns dias após a investigação da PETA sobre a  Birds & Animals Unlimited – a companhia que forneceu cães para o filme – revelar que os cães eram mantidos em canis áridos e forçados a dormir no frio, os animais não recebiam alimentação adequada para que eles ficassem com fome enquanto estavam sendo treinados para fazer truques, e outros animais foram negados cuidados veterinários adequados e viviam em condições sujas. Aqueles que conduzem o filme querem que ele tenha sucesso, mas mesmo o produtor do filme, Gavin Polone, admitiu que o incidente não deveria ter ocorrido”, afirma a ONG.

Quatro Vidas de Um Cachorro tem estreia programada para o dia 26 de janeiro nos cinemas brasileiros.

Vídeo mostrando supostos maus-tratos

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Antonio Pedro

    A produtora do filme se for esperta, vai processar esta tal (CA)PETA e o TMZ pois o filme ja era, foi devidamente difamado e nem vai se pagar provavelmente!

    Curtir