Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Emicida se recusou a assinar boletim de ocorrência em BH

Em seu blog, o rapper afirma que o documento registrou uma versão deturpada dos fatos

O rapper Emicida se recusou a assinar o boletim de ocorrência (BO) neste domingo, quando foi detido por desacato à autoridade, após um show em Belo Horizonte. A recusa se deveria ao fato de o rapper discordar do conteúdo do BO. “No documento, policiais afirmam que Emicida teria dito uma frase diferente da que o vídeo e o áudio gravados durante o show mostram. Por isso, o músico não assinou o documento”, diz nota oficial divulgada no blog do rapper, nesta segunda-feira.

Em depoimento, policiais presentes ao show disseram que o rapper incentivou a invasão ao terreno Eliana Silva no Bairro Barreiro e também pediu que o público levantasse o dedo no meio para os oficiais, o que poderia ter insuflado milhares de pessoas contra os militares em serviço. O rapper defende que não se dirigiu diretamente a eles durante o discurso que precedeu a música Dedo na Ferida, nem pediu que o público direcionasse o gesto obsceno a eles.

No vídeo divulgado no blog do rapper, o que se vê é o seguinte discurso: “Antes de mais nada, somos todos Eliana Silva, certo? Levanta o seu dedo do meio para a polícia que desocupa as famílias mais humildes, levanta o seu dedo do meio para os políticos que não respeitam a população e vem com ‘noiz’ nessa aqui, ó. Mandando todos eles se f…, certo, BH? A rua é noiz.”

Emicida recebeu voz de prisão, neste domingo, após show gratuito no bairro Barreiro, em Belo Horizonte. Ele foi levado à 36ª Delegacia Seccional da capital mineira, onde prestou depoimento e foi liberado após três horas. Na ocasião, foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).