Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em seu sexto ano, Planeta Terra dobra de tamanho e traz atrações maiores. Mas menos empolgantes

Festival paulistano mudará de lugar e vai acontecer no Jockey Club de São Paulo neste ano, para 30.000 pessoas

Por Carol Nogueira - 21 ago 2012, 11h10

A organização do festival Planeta Terra anunciou nesta terça-feira os detalhes de sua sexta edição. O evento acontecerá no dia 20 de outubro, no Jockey Club de São Paulo, onde neste ano ocorreu o festival Lollapalooza.

Ao todo, são quinze atrações, sendo as principais as bandas Kings of Leon, Suede, Garbage e Kasabian. Entre as menores, há as bandas Best Coast, Gossip, The Drums e The Maccabees, além da cantora electropop Little Boots e a rapper Azealia Banks, uma das revelações deste ano. As atrações nacionais são Mallu Magalhães, Madrid e Banda Uó.

Embora as atrações escolhidas pela organização denotem um line-up menos empolgante do que nos anos anteriores, justificam-se por terem capacidade maior de levar público ao festival, já que, em função da mudança de local — o evento antes acontecia havia três anos no Playcenter –, a expectativa de público foi aumentada para 30.000 pessoas, quase o dobro da capacidade do parque de diversões.

Se, antigamente, o festival contava com duas grandes atrações — uma para fechar cada um dos dois palcos –, agora tem pelo menos quatro bandas com capacidade para fechar a noite de vários festivais importantes de música que acontecem ao redor do mundo.

Continua após a publicidade

Já a parte mais “indie” do line-up, que antigamente contava com novidades frescas de cada ano (em 2010, foram Passion Pit e Yeasayer, por exemplo), traz nomes mais consagrados (o Gossip, por exemplo, está devendo uma visita ao país há anos e já cancelou dois shows por aqui).

Entre as novidades anunciadas nesta terça-feira, destaca-se a banda inglesa Suede – formada por Brett Anderson, Bernard Butler, Mat Osman e Simon Gilbert nos anos 1990, que ajudou a criar o movimento britpop. O grupo estava inativo desde 2002, quando lançou o disco A New Morning, mas se reuniu em 2010 para uma série de shows, sem planos de lançar material inédito.

Também foi anunciado que, no ano que vem, o festival pretende expandir para outros países da América Latina — neste ano, já serão realizadas edições no Peru e na Colômbia.

Publicidade