Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em estado grave, pai de Xuxa respira por aparelhos

Aos 83 anos, Luiz Floriano Meneghel sofreu complicações de uma osteoporose

O estado de saúde de Luiz Floriano Meneghel, pai de Xuxa Meneghel é grave. Segundo boletim médico encaminhado ao site de VEJA pela assessoria da apresentadora, e assinado por Luiz G. Pantoja, médico da família, o pai de Xuxa está internado na CTI do Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, e respira com a ajuda de aparelhos. Não há previsão de alta.

O pai da apresentadora foi internado no dia 24 de janeiro devido a uma osteoporose, mas foi vítima de complicações nesta semana, com um quadro de hemorragia digestiva alta e sangramento abdominal. O estado de saúde evoluiu para uma infecção pulmonar e insuficiência respiratória.

Pai e filha não tinham uma relação amigável desde que Floriano traiu a ex-esposa, Alda, que sofre de Parkinson há mais de 14 anos, e Xuxa tomou o lado da mãe. Em 2015, durante entrevista para o programa A Hora do Faro, a apresentadora admitiu que hoje tem uma relação melhor com o pai, mas essa está longe de ser carinhosa.

No Facebook, a apresentadora se manifestou duas vezes sobre o estado de saúde do pai. A primeira foi no dia 8 de fevereiro, quando pediu que seus fãs orassem por Luiz Floriano. Na tarde desta quinta-feira, Xuxa divuglou uma foto do Rio de Janeiro com a legenda: “Chegando no Rio… medo do amanhã”.

 

Confira o boletim médico divulgado pela assessoria de Xuxa:

“O Sr. Luiz Floriano Meneghel, de 85 anos, foi internado no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, no dia 24/01/2017, com quadro álgico incapacitante devido a múltiplas fraturas de vértebras por osteoporose avançada. Em função da osteoporose e a presença de outros acometimentos clínicos (insuficiência cardíaca, doença hematológica crônica, uso de anticoagulação por arritmia cardíaca, enfisema pulmonar) optou-se pelo controle medicamentosoda dor para trazer conforto ao paciente. O paciente evoluiu com efeitos colaterais destas medicações (retenção urinária, constipação e sonolência), e desenvolveu quadro de hemorragia digestiva alta, e sangramento abdominal, necessitando de suporte transfusional, cuidados e monitorização em CTI em 02/02, quando assumi a gestão clínica do Sr. LuizMeneghel. O paciente evoluiu com quadro de infecção pulmonar e insuficiência respiratória na madrugada de ontem, necessitando de suporte ventilatório avançado, respirando no momento com auxílio de aparelhos. Seu estado clinico no momento é grave, e não há previsão de alta.

Rio de Janeiro, 9 de fevereiro de 2017

João G. Pantoja