Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eleitor de Bolsonaro, Fagner se diz frustrado e cita ‘amadorismo’

Cantor cearense afirmou ao apresentador Pedro Bial que votou no candidato no segundo turno em busca de 'mudança'

Entre canções e um bate-papo com o apresentador da TV Globo, Pedro Bial, o cantor e compositor cearense Raimundo Fagner revelou sua frustração com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), de quem foi eleitor no segundo turno – no primeiro votou em Ciro Gomes (PDT).

“Tem horas que parece que ele continua na campanha, que ele não combina com a turma dele. Está sempre tendo um disse-me-disse. Frustra um pouco. Passa uma impressão de amadorismo“, disse o cantor no programa Conversa com Bial, que foi ao ar na madrugada deste sábado, 8. Segundo Fagner, depois de publicadas fotos dele com “camiseta do 13”, número do PT, reforçou o apoio a Bolsonaro, porque desejava “mudança”.

Esta não é a primeira vez que Fagner se declara decepcionado com algum político. O mesmo aconteceu com o senador Aécio Neves (PSDB), a quem também havia apoiado, mas acabou voltando atrás, após as denúncias de corrupção contra o ex-líder tucano. Ele chegou até exigir um pedido de desculpas do senador, depois de ter feito campanha para ele em 2014.

Em compensação, ainda no programa televisivo, o cantor fez vários elogios ao ministro da Justiça, Sergio Moro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Prefiro o “amadorismo” desse governo do que o “profissionalismo” (da roubalheira que seria ceeeerrrta) num governo do Haddad. Cretinice tem por tudo…

    Curtir