Clique e assine a partir de 9,90/mês

Edifício Planalto vira tema de mostra fotográfica em SP

Por Da Redação - 14 set 2011, 11h00

Por AE

São Paulo – O fotógrafo paulistano Gal Oppido apontou suas lentes para as formas sinuosas do Edifício Planalto, no bairro Bela Vista, durante 28 anos. Na mesma linha de mira, colocou a arquitetura, pessoas e a paisagem urbana da região. O resultado são 30 imagens que compõem a exposição “Edifício Planalto e o Vizinho Fotógrafo”, realizada no próprio local. O prédio foi projetado, em 1956, por Artacho Jurado (1907-1983), arquiteto de outras construções da cidade como o Edifício Cinderela, em Higienópolis, e o Viadutos, no centro. Mesmo sem formação na área, Jurado entrou para a história da arquitetura paulistana. A importância do Edifício Planalto é tal que, em 2002, foi tombado como patrimônio histórico e cultural.

Com linhas arredondadas e referências às artes nouveau, déco e clássica, o edifício é frequentemente cenário de seriados, filmes, editoriais de moda e comerciais de televisão. Muitas das cenas da série “Aline”, da Globo, foram gravadas lá. Assim como propagandas da Coca-Cola, Tim, Boticário e Natura. Parte da predileção pelo lugar como locação deve-se ao fato de que Jurado buscava evidenciar a paisagem da cidade em seus projetos arquitetônicos. O 25º andar do Planalto, por exemplo, é cercado por janelões de vidro que oferecem uma vista de 360º.

A síndica Valdete Almeida de Moraes, de 60 anos, conta que são 294 apartamentos (de 35 m² a 400 m²), com cerca de 800 moradores. “Duas mil pessoas circulam no edifício aos finais de semana”, ela conta. Esse vaivém, no entanto, não é o foco do trabalho de Oppido. Ele preferiu contrapor as formas que Jurado fez no concreto a artistas performáticos e à própria paisagem de São Paulo, que invade o edifício por meio de vãos e janelas.

Continua após a publicidade

Sobre a mistura de referências que o arquiteto costumava utilizar, Gal opina: “Tem gente que acha Jurado brega por ele juntar referências do cinema hollywoodiano com formas orgânicas similares às do catalão Antonio Gaudí (1852-1926)”, diz. “A verdade é que ele era ousado. E integrou elementos a partir de um senso estético singular”, completa.

Fernando Durão, curador da exposição e morador do prédio desde 1983, diz que o sincretismo estético é uma das características que marcaram o trabalho de Jurado. “As fotos de Oppido, por sua vez, revelam o caráter visionário de sua arquitetura”, diz Fernando. De fato. O prédio, construído antes da cidade virar a metrópole tal como a conhecemos, prenunciou a alma que ela teria hoje. Pois São Paulo, assim como o Edifício Planalto, foi erigida a partir de um olhar mergulhado na diversidade e na convergência de ideias e referências. Conceitos que Gal Oppido concretizou em formas verticais pela cidade. As informações são do Jornal da Tarde.

Edifício Planalto e o Vizinho Fotógrafo – Up Art Galeria – Edifício Planalto (Rua Maria Paula, 279, Bela Vista). Todos os dias, das 7h às 22h. Entrada gratuita. Classificação: livre.

Publicidade