Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

E. L. James: ‘Eu não aguentaria o controle de Christian Grey’

Autora de ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’, cuja adaptação chega aos cinemas, fala ao site

Se depender do trailer, que bateu recorde no YouTube com 114 milhões de visualizações em 24 horas, Cinquenta Tons Mais Escuros, em cartaz desde esta quinta-feira no país, tem tudo para repetir o sucesso de bilheteria de Cinquenta Tons de Cinza, de Sam Taylor-Johnson. O longa de estreia da saga erótica faturou 571 milhões de dólares (cerca de 1,7 bilhão de reais) no mundo todo, muitos deles no Brasil. Cinquenta Tons Mais Escuros, como o título assinala, é mais sombrio do que o primeiro. Depois da briga do filme passado, Christian Grey (Jamie Dornan) e Anastasia Steele (Dakota Johnson) retomam seu romance, claro, só para vê-lo ameaçado por diversos fatores externos, de mulheres obcecadas por ele (Bella Heathcote e Kim Basinger) a novos chefes obcecados por ela (Eric Johnson). Isso sem contar os problemas já conhecidos de Christian, que teve uma infância complicada e sente necessidade de controlar tudo, inclusive Ana.

Na direção do filme que estreia esta semana, saiu Sam Taylor-Johnson e entrou James Foley (House of Cards, Billions). Mas Erika Leonard James, mais conhecida como E.L. James, a autora dos best-sellers que deram origem à franquia cinematográfica, continua por trás de tudo, atuando como produtora. Em entrevista ao site de VEJA, E.L. James falou de fantasia e opinou se Christian Grey é um príncipe ou um sapo:

 

Depois que escreveu os livros, as pessoas passaram a pedir conselhos à senhora? De vez em quando, sim. Mas não estou aqui para dar conselhos! Não sou conselheira, não mesmo. E jamais diria que sou. Deveríamos deixar isso para os especialistas.

Mas se uma pessoa próxima, uma filha ou sobrinha, viesse falar para você de Christian Grey, o que diria a ela? Eu diria… Eu diria: é ficção, querida! Ficção! É o que diria.

Acha que as mulheres às vezes preferem homens complicados? Eu acho… Hum, que premissa complexa. Acho que gostam de homens interessantes. E eu acho que as mulheres… Bem, esta é uma fantasia sobre você ser a pessoa que pode curar a alma ferida dele. Isso é atraente. Todos sabemos que isso é uma bobagem, mas é divertido. É divertido de ler num livro.

Claro. Ele é um homem extremamente controlador. Você pessoalmente conseguiria aturar? Deus me livre! E ele não me aguentaria também. Não acho que seja o tipo de mulher de que Christian gosta. Acho que, como mulheres, nós controlamos tudo. Temos de fazer isso. Se você tem crianças para mandar para a escola, almoços para fazer, tudo isso, é muito cansativo. Então, a ideia de outra pessoa lidar com tudo isso é muito atraente. Mas na verdade odiaríamos isso. Odiaríamos! Então, esta é a minha resposta para esta pergunta.

Ele é um homem muito rico, pode levar uma mulher para qualquer lugar a qualquer momento. É parte da fantasia? Sim, isso é atraente! Completamente! Seu mundo é feito de helicópteros, planadores, catamarãs, barcos. Jatinhos. Carros velozes. Acho que esta é a fantasia de todo o mundo, não?

Na sua opinião, quanto ele tem de príncipe e quanto tem de sapo? Acho que depende totalmente do seu ponto de vista. Para mim, ele é meio um príncipe – com alguns elementos de sapo também. Ele é um homem, e eles podem ser uns babacas, mas não sei se deveria dizer dessa forma. Então, ele pode passar dos limites de vez em quando. E passa. A psicologia por trás é que ele é uma criança. E Ana o faz crescer.

No filme, tanto Dakota Johnson quanto Jamie Dornan estão frequentemente sem roupa. Acha que é de maneira igualitária? Acho que sei aonde você quer chegar! Neste filme, achei bem igualitário, sim.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Esta é a cafetina que tem a chave da porta de entrada da zona.

    Curtir