Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor é demitido de filme sobre o Queen após faltas e confusão

Bryan Singer deixou de ir trabalhar em várias ocasiões e não voltou para retomar as gravações depois do feriado de Ação de Graças

O diretor Bryan Singer foi demitido pela Twentieth Century Fox do comando de Bohemian Rhapsody, a cinebiografia da banda Queen. Segundo o site da revista The Hollywood Reporter, a demissão se deu após inúmeras ausências do diretor no set de gravação e uma confusão entre ele e o protagonista do filme, Rami Malek, que interpreta o cantor Freddie Mercury na produção.

De acordo com a publicação, a constante ausência do diretor fez com que o diretor de fotografia Thomas Newton Sigel tivesse que assumir o comando das filmagens nos dias em que Singer não aparecia para trabalhar.

Malek teria reclamado ao estúdio, acusando Singer de falta de profissionalismo. Em uma ocasião, houve uma confusão entre o ator e o diretor – apesar de eles não terem se confrontado fisicamente, Singer chegou a atirar um objeto.

Eles conversaram e resolveram a questão, mas a produção não foi retomada após o feriado de Ação de Graças (23 de novembro) porque o diretor nunca apareceu. Segundo uma fonte ouvida pelo site, Singer afirma estar sofrendo de estresse pós-traumático por causa das tensões no set de gravação.