Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diego Luna e Gael García Bernal se despedem de sua produtora

Como produtora, a Canana fez filmes como o chileno 'No', indicado ao Oscar, e 'Zama', da diretora argentina Lucrecia Martel, que estreia agora no país

Os atores mexicanos Diego Luna e Gael García Bernal anunciaram sua saída da produtora de cinema Canana, que fundaram há catorze anos com Pablo Cruz, sócio que ficará agora encarregado da empresa. “Estamos muito orgulhosos por esses catorze anos de trabalho. Ficarão os filmes, os sonhos e as amizades que fizemos juntos para sempre”, afirmaram os dois atores mexicanos em um comunicado. Cruz tocará a produtora com Arturo Sampson.

Como produtora, a Canana fez filmes como Salt and Fire, do alemão Werner Herzog, Paraíso, de Mariana Chenillo e Mr. Pig, dirigido pelo próprio Luna. Na cinematografia mexicana, produziu Miss Bala (2011), de Gerardo Naranjo, que retrata a história de uma vencedora de concurso de beleza do norte do México envolvida com o crime organizado.

Além disso, co-produziu o filme chileno No, dirigido por Pablo Larraín e protagonizada por García Bernal. Em 2013, No se tornou o primeiro filme do Chile a concorrer ao Oscar como melhor filme estrangeiro. Neste ano, Uma Mulher Fantástica levou a primeira estatueta da categoria para o país.

À lista se soma o filme de época Zama, da diretora argentina Lucrecia Martel, que no sábado passado conquistou o principal prêmio do festival Cinelatino de Toulouse, e que estreia nesta quinta-feira no Brasil.

A assessoria de imprensa de Luna e García Bernal confirmou que ambos continuarão à frente de Ambulante, uma organização sem fins lucrativos criada em 2005 junto com Cruz e Elena Fortes, dedicada a apoiar o cinema documentário.