Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois de Tim Maia, Tiago Abravanel quer cantar Cazuza e Elis

Neto de Silvio Santos prepara o show 'Eclético', em que soltará a voz em canções de Cazuza, Roberto Carlos, Elis Regina e até Gaby Amarantos

Ver a plateia do Domingão do Faustão cantando “Silvio Santos vem aí” pode deixar de ser uma possibilidade remota. Neto do Homem do Baú, Tiago Abravanel, um dos integrantes da nova leva do quadro Dança dos Famosos, quer receber o avô no programa da emissora concorrente. “Quem sabe ele não vem me ver se eu chegar à final?”, provoca. Ele jura não saber o que Silvio achou de seu desempenho como dançarino na TV. “Ainda não falei com ele depois que a Dança começou. Mas a Daniela (Beyruti, diretora artística do SBT), minha tia, disse que eu danço bem”, gaba-se.

LEIA TAMBÉM:

Tiago Abravanel já pensa em gravar disco

O ator, de 25 anos, conta que fazer performances de dança é um desejo antigo. “Na infância, quis ser bailarino, mas não rolou. Acho que por causa do meu peso talvez”, opina, sem revelar o número que viu na balança pela última vez. A questão das gorduras a mais anda presente em seus pensamentos. “Nosso lema é: 10kg a menos e um carro na garagem”, diz, ao se referir ao prêmio que ele e a professora de dança Ana Paula Guedes podem faturar se vencerem a competição, na qual enfrentam colegas de emissora como Luana Piovani, Daniel Boaventura e Adriano Garib.

LEIA TAMBÉM:

Tiago Abravanel, neto de Silvio Santos: Nunca fomos uma ‘família de margarina’

Apesar da alegria em dar os passinhos nos cinco ensaios semanais de duas horas de duração, Tiago garante estar sofrendo. “Fiquei com dor em um músculo que eu nem sabia que tinha. Doía, tive de colocar muito gelo”, relembra. Segundo ele, o começo na Dança dos Famosos foi dramático. “Já cheguei com cansaço, pois tinha trabalhado todos dos dias depois do final da novela. Fiquei meio desesperado, dei uma chorada, falei que não ia conseguir.”

Acostumado a cantar e dançar diante da plateia, o jovem ator revela ter tremido na base ao ter de fazer uma coreografia frente às câmeras. “Fiquei mais nervoso do que imaginava, com a boca seca. Queira ou não, lá estamos sendo julgados”, analisa. Ele acredita que a situação piorou quando Fausto Silva o apresentou para o público. “Ele me colocou numa saia justa, dizendo que sou ator, cantor e danço. Ficou falando: Agora, forró, depois, valsa”, relembra. Durante os ensaios, ele é gravado por câmeras escondidas atrás de espelhos em uma casa do Projac.

Um dos compromissos de Tiago assim que Salve Jorge – em que ele encarnava o turco Demir – acabou eram reuniões com o maestro João Carlos Martins. Os dois dividirão o palco em uma apresentação em que o ator cantará com uma orquestra. “Vou cantar de tudo. Desde arranjos de Bach, que eles fizeram, até Tim Maia. Deve acontecer em setembro ou em outubro”, adianta o artista.

Mesmo com as longas temporadas do musical sobre o intérprete de Me Dê Motivo que o fizeram ficar conhecido do público, Tiago prepara o show Eclético, em que soltará a voz em canções de Cazuza, Roberto Carlos, Elis Regina e até Gaby Amarantos. “É para ver o que as pessoas querem me ver cantar (no futuro) e também para verem que eu não sou só cover do Tim, que gosto de estilos diferentes”, explica o artista, que pretende gravar um disco.

(Com Estadão Conteúdo)