Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Demi Moore é socorrida pela emergência

“Fumou alguma coisa que não é maconha… e tem convulsões”, disse uma amiga nervosa da atriz americana ao operador do telefone de emergência 911, segundo o registro da chamada divulgado nesta sexta-feira pelo site TMZ.com, depois da hospitalização da atriz em Los Angeles.

Moore foi internada na segunda-feira “por causa de um esgotamento” nervoso, disse na terça-feira seu porta-voz depois das informações da imprensa sobre o atendimento de emergência da atriz de 49 anos, transportada para um hospital.

“Teve alguns problemas ultimamente, mas não sei o que está tomando”, disse ao operador uma outra mulher que pegou o telefone, enquanto aguardava os paramédicos na casa em Beverly Hills.

Pouco antes da separação do marido Ashton Kutcher, de 33 anos, anunciada em novembro, depois de seis anos de casamento, Moore estava chamando a atenção da imprensa pela magreza excessiva e a fisionomia cansada.

“Demi, você me ouve?”, perguntou a mulher, aparentemente falando com a estrela. “Ela está apertando minha mão”, voltou a dizer ao operador, acrescentando: “mas não consegue falar”.

“Está respirando normalmente?”, interroga então o operador durante o telefonema de 10 minutos. “Não muito normalmente”, responde a mulher, “está tremendo e com convulsões”.

“Fumou alguma coisa, mas realmente não vi”, disse a mulher sobre a atriz de “Ghost” (1990), “Indecent Proposal” (1993) e “Striptease” (1994).

Já no final do telefonema, um homem pega o aparelho e diz ao operador que a estrela “parecia ter-se acalmado um pouco”.

A chamada está disponível no site TMZ com algumas partes censuradas (com um “bip”), entre elas o endereço da atriz.

Demi Moore tem três filhas com o ex-marido, o ator Bruce Willis.

O segundo marido Ashton Kutcher, ex-modelo da Calvin Klein e que ficou célebre com a comédia “That ’70s Show”, estreou em setembro do ano passado como o principal ator da série americana “Two and a Half Men”.