Clique e assine com 88% de desconto

Demi Lovato faz retorno emocionante no Grammy após overdose

Cantora foi aplaudidade de pé depois de performar música gravada dias antes de ficar à beira da morte

Por Amanda Capuano - Atualizado em 28 jan 2020, 19h01 - Publicado em 27 jan 2020, 01h37

Um ano e meio depois de sofrer uma overdose que quase ceifou sua vida, Demi Lovato arrancou lágrimas do público e foi aplaudida de pé pela platéia do Grammy Awards, que assistiu de perto a um dos momentos mais aguardados e emocionantes da noite.

Trajada com um vestido branco volumoso e acompanhada apenas pelo piano, a cantora apresentou a dolorosa Anyone escrita e gravada quatro dias antes de ser encontrada à beira da morte em sua casa na Califórnia, em julho de 2018. “Eu tentei falar com o meu piano/Eu tentei falar com a minha imaginação” começou ela, que não conteve a emoção e teve que recomeçar a música em meio às lágrimas. Quando finalmente retomou o controle, todas as outras vozes se calaram. Em um estádio repleto de músicos multipremiados, ouviu-se apenas o lamento comovente de uma jovem – mas experiente – artista se abrindo para o mundo sobre os seus demônios.

Demi Lovato durante performande de Anybody, música gravada dias antes de sua overdose, na 62ª edição do Grammy Emma McIntyre/Getty Images

Com um instrumental melancólico, a canção soa como um suplicante pedido de socorro, uma busca incessante por alguém que a ouça. Demi, que lida com a bipolaridade e abuso de substâncias desde a adolescência, não tem medo de parecer vulnerável. A canção é uma escolha consciente de finalmente contar sua história aos fãs e apresentar ao público os sentimentos que findaram no momento mais aterrorizante da sua vida. Um misto de solidão e desesperança em meio a tentativas frustradas de recuperação. “Eu falei com estrelas cadentes, mas elas nunca compreendiam. Eu me sinto estúpida quando rezo. Então por que rezo se ninguém está ouvindo?”, cantou ela nos versos que antecedem ao refrão poderoso.

E se a letra é um livro aberto que esbanja vulnerabilidade, a voz potente tratou de tomar conta de todo o auditório. “Milhares de histórias e milhares de canções/Eu me sinto estúpida quando canto/Ninguém está me ouvindo/Ninguém está ouvindo” finalizou em um quase sussurro, levantando a platéia do Staples Center das cadeiras. Um retorno no melhor estilo Demi Lovato: sincero, comovente e sem medo de julgamentos.

Publicidade

View this post on Instagram

What an unbelievable night. My first time back on stage in almost 2 years. So emotional for me. Thank you all for the love, support and for sharing this moment with me. I love you all. 💗

A post shared by Demi Lovato (@ddlovato) on

Confira a reação do público:

Publicidade

 

Publicidade