Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

De Bruce Dickinson a Madonna, os divórcios milionários dos astros musicais

Além do metaleiro, que se separou depois de 28 anos, conheça outros casos de artistas que perderam um naco de suas fortunas

Por Da Redação - Atualizado em 5 nov 2019, 11h26 - Publicado em 5 nov 2019, 10h59

O roqueiro inglês Bruce Dickinson revelou recentemente que se separou da mulher, Paddy Bowden, com quem foi casado por 28 anos. O divórcio – que ainda não foi homologado – irá causar um pequeno rombo na fortuna do vocalista, equivalente a cerca de 465 milhões de reais. Mas Dickinson não está sozinho. O mundo do rock é pródigo em separações rumorosas e cifras milionárias. Abaixo, alguns casos em que o divórcio não foi uma ideia tão boa assim – pelo menos para quem pagou a pensão.

NEIL DIAMOND

Custo da separação : 150 milhões de dólares (602 milhões de reais)

O cantor de hits como Sweet Caroline foi casado por 25 anos com a produtora de televisão Marcia Murphey. Com a separação, ela abocanhou metade da fortuna de Diamond

Publicidade
O roqueiro Neil Diamond (620)
O roqueiro Neil Diamond (620) Michael Loccisano/ Getty Images/VEJA

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

MADONNA

Custo da separação: 90 milhões de dólares (361 milhões de reais)

Publicidade

Quando Madonna e o cineasta escocês Guy Ritchie decidiram se separar, ele abocanhou parte da fortuna de 525 milhões de dólares. Ela exorcizou o divórcio no disco MDNA.

Madonna e Guy Ritchie no Festival de Cannes de 2008
Madonna e Guy Ritchie no Festival de Cannes de 2008 Gareth Cattermole/GettyImages/VEJA

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

PHIL COLLINS

Custo das separações: 80 milhões de dólares (321 milhões de reais)

O cantor não errou uma, mas duas vezes. Perdeu 34 milhões para a segunda mulher, Jill Tavelman, e mais 46 milhões para a terceira mulher, Orianne Cevey. Haja hit para pagar tudo isso.

Publicidade
Phil Collins, 60, se ressente das críticas (620)
Phil Collins, eternamente devedor de suas ex-mulheres Chris Jackson/Getty Images/VEJA

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

PAUL MCCARTNEY

Publicidade

Custo da separação: 50 milhões de dólares (200 milhões de reais)

O ex-Beatle se casou com Heather Mills, uma ex-modelo, em 2002. Quatro anos depois, ela exigiu uma compensação brava do cantor, que vacilou ao não fazer um acordo pré-nupcial.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

MICK JAGGER

Publicidade

Custo da separação: 15 milhões de dólares (60 milhões de reais)

Ex-aluno da London School of Economics, Mick Jagger sempre foi cauteloso com dinheiro – o que incluiu cuidados com seu casamento. Foi tão esperto que se uniu à modelo Jerry Hall em Bali – onde, alegou depois, a união tinha sido apenas “simbólica”.

Mick Jagger e Jerry Hall se separaram depois que o roqueiro a traiu com a apresentadora brasileira Luciana Gimenez.
Mick Jagger e Jerry Hall se separaram depois que o roqueiro a traiu com a apresentadora brasileira Luciana Gimenez. veja.com/Getty Images
Publicidade