Clique e assine a partir de 9,90/mês

De Ariana Grande a Oprah, celebridades protestam contra racismo nos EUA

Nas redes sociais e nas ruas, personalidades engrossaram o número de manifestantes que tomou o país após a morte de George Floyd

Por Eduardo F. Filho - Atualizado em 3 Jun 2020, 12h27 - Publicado em 1 Jun 2020, 12h52

Celebridades americanas endossaram as vozes de centenas de manifestantes nas ruas dos Estados Unidos, em protestos contra o racismo e a brutalidade policial no país, motivados pela morte de George Floyd — um segurança de 46 anos negro sufocado por um policial branco na último dia 25, em Mineápolis. No vídeo, que viralizou nas redes sociais, Floyd, desarmado, disse diversas vezes “eu não consigo respirar”, enquanto o policial Derek Chauvin apoiava o joelho contra seu pescoço. Nos últimos dias, diversas cidades do país registraram casos de violência, saques, incêndios e confronto entre manifestantes e autoridades de segurança. No mundo da música, Beyoncé e Billie Eilish usaram as redes sociais para condenar o racismo e apoiar as manifestações, enquanto Ariana Grande e o ator Michael B. Jordan saíram do virtual e foram para a linha de frente dos protestos, nas ruas. Confira: 

ASSINE VEJA

As consequências da imagem manchada do Brasil no exterior O isolamento do país aos olhos do mundo, o chefe do serviço paralelo de informação de Bolsonaro e mais. Leia nesta edição
Clique e Assine

Ariana Grande

A cantora americana levou um cartaz escrito “Vidas Negras Importam” e cumprimentou fãs que a reconheceram. Nas redes sociais, a artista tem pedido aos seus jovens fãs que votem nas eleições em candidatos que lutem contra a discriminação racial.

Beyoncé

A cantora se pronunciou em suas redes sociais: “Precisamos de justiça para George Floyd. Todos testemunhamos seu assassinato em plena luz do dia. Estamos despedaçados e com nojo. Não podemos normalizar essa dor. Não falo apenas com pessoas negras; se você é branco, preto, pardo ou qualquer outra coisa, tenho certeza de que você não apoia o racismo que está acontecendo nos Estados Unidos no momento. Chega de assassinatos sem sentido de seres humanos”.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

If you want to demand more charges brought on all those involved in the death of George Floyd, click the link in my bio to sign the petition.

A post shared by Beyoncé (@beyonce) on

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

Oprah Winfrey

A apresentadora escreveu em seu Twitter: “Como podemos nos adaptar a essa pandemia em que vivemos – ou a qualquer crise que apareça em nossas vidas? Esta semana, a nação está em um estado de agitação legítimo depois de testemunharmos o assassinato de George Floyd . Agora, a pergunta é: como nos adaptamos e evoluímos neste tempo de injustiça social?”

Michael B. Jordan

Vestido de roupas pretas e com uma bandana que cobria metade de seu rosto, o astro de Pantera Negra foi à manifestação e ficou na linha de frente com outras dezenas de pessoas.

O ator americano Michael B. Jordan Reprodução/Twitter

Paris Jackson

A filha de Michael Jackson pediu por protestos pacíficos: “Violência não é a resposta. Como esperamos trazer nosso mundo para um modo de vida mais feliz, elevado e mais saudável, se estivermos tão baixo quanto aqueles que cometeram os crimes que estamos protestando?”.

A atriz e modelo Paris Jackson Reprodução/Instagram

Billie Eilish

“Se todas as vidas importam, porque os negros são mortos simplesmente por serem negros? Porque os imigrantes são perseguidos? Porque os brancos tem privilégios que outras raças não tem? Neste momento, temos de lidar com centenas de anos de opressão dos negros”, escreveu em suas redes sociais.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

#justiceforgeorgefloyd #blacklivesmatter

A post shared by BILLIE EILISH (@billieeilish) on

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade