Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Contra ‘cura gay’, Marquezine e Tatá Werneck beijam Flora Diegues

Decisão judicial desagradou a classe artística, que manifesta sua desaprovação durante toda esta terça-feira

Por Da redação - Atualizado em 31 dez 2017, 13h20 - Publicado em 19 set 2017, 21h13

No rastro de Anitta, Carol Duarte e Pabblo Vittar, Bruna Marquezine e Tatá Werneck também se posicionaram contra decisão judicial que permitiu que a homossexualidade seja tratada como doença. Em publicação no Instagram, as atrizes aparecem beijando a colega Flora Diegues na boca, uma de cada vez, no set de gravações da próxima novela das 19h, Deus Salve o Rei.

“Hoje a gente acordou bem gay”, escreveu Flora na legenda da série de fotos – que também conta com Fernanda Nobre e Julia Guerra. Em seus perfis pessoais, no entanto, Bruna e Tatá não compartilharam o momento.

View this post on Instagram

Hoje a gente acordou bem gay! @brumarquezine @tatawerneck @fenobre @juliaguerrac #deussalveorei #deusalveogay 🌈🌈🌈🌈

Publicidade

A post shared by Flora Diegues (@flordiegues) on

Nesta terça-feira, vários famosos usaram as redes sociais para mostrar sua desaprovação à decisão judicial. A jornalista Fernanda Gentil, por exemplo, ironizou. “Tentando me curar dessa doença, mas tá difícil….. Ô @paulogustavo31, obteve sucesso aí?”, escreveu ela, mencionando o ator, assumidamente gay.

Publicidade