Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpo de João Gilberto é enterrado em Niterói

Cantor morreu em sua casa, no Rio de Janeiro, no último sábado 6; causa da morte não foi divulgada

Após ser velado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o corpo de João Gilberto seguiu para enterro por volta das 16h desta segunda-feira, 8, no cemitério Parque da Colina, em Niterói, no Rio de Janeiro. A cerimônia foi reservada à família.

O velório foi inicialmente aberto apenas para familiares e amigos, com a entrada do público permitida a partir das 10h. A cerimônia, que terminou por volta das 14h20, foi finalizada com um coro de Chega de Saudade, canção imortalizada por Gilberto em 1958, seguido por aplausos.

A atriz Glória Pires, a cantora Adriana Calcanhotto e o cantor Jards Macalé estiveram presentes na despedida, assim como Bebel e Luísa Carolina, filhas do músico, Claudia Faissol, ex-mulher, e Maria do Céu Harris, atual companheira. João Marcelo, primogênito de Gilberto que mora em Nova Jersey (EUA), não compareceu ao velório, devido ao processo de renovação de seu green card, que o impede de sair do país.

Um dos criadores da Bossa Nova, João Gilberto morreu em sua casa, no Rio de Janeiro, no último sábado 6. O cantor estava com 88 anos de idade e sofria com problemas de saúde há algum tempo. A causa da morte, no entanto, não foi divulgada. Em entrevista ao Fantástico, sua filha, Bebel Gilberto disse acreditar que foram “causas naturais”.

Pai da Bossa Nova

João Gilberto nasceu em Juazeiro, na Bahia, em 10 de junho de 1931. Aos 16 anos de idade, abandonou os estudos para se dedicar à música após se mudar para Salvador. Anos depois, no Rio de Janeiro, criou a batida característica da Bossa Nova. Logo no início, não conseguiu sucesso, mas depois de se dedicar ao estudo da harmonia da música encantou importantes compositores e produtores musicais da época.

Ao perceber seu talento, Tom Jobim apresentou a João a música que havia composto com Vinicius de Moraes. Chega de Saudade marcou para sempre a carreira do músico e compositor. O álbum de mesmo nome marcou o início da Bossa Nova em 1959. Entre suas muitas canções, que marcam seu legado na música brasileira, destacam-se Desafinado, Garota de Ipanema, Rosa Morena, Corcovado e Aquarela do Brasil.

(Com Estadão Conteúdo e AFP)