Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpo de Chico Anysio será velado no Theatro Municipal

Governo do estado e prefeitura do Rio decretam luto oficial por três dias

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi o local escolhido para o velório de Chico Anysio, morto nesta sexta-feira. Para homenagear um dos artistas mais populares do país, a família decidiu abrir ao público a despedida de Anysio, a partir das 14h de sábado. Zélia Cardoso de Mello, ex-mulher de Chico e ex-ministra da Economia, mora em Nova York, e virá para o velório com Vitória e Rodrigo, os dois filhos que teve com o humorista. O poeta e compositor Elano de Paula, 90 anos, irmão mais velho de Chico, vem de Fortaleza.

O governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes decretaram luto oficial de três dias pelo falecimento do humorista. Ambos divulgaram notas oficiais que destacam sua importância para a cultura brasileira.

Sérgio Cabral destacou o talento de Chico Anysio na transição do rádio para a televisão. “Divertiu e semeou para sempre este encanto a todos os brasileiros com os seus mais de 200 personagens. A Escolinha do Professor Raimundo foi sucesso, e o seu mestre ensinou toda uma geração de novos humoristas”.

Para Eduardo Paes, o Rio perdeu “seu maior representante na arte de fazer rir.” “O Brasil se despede hoje do gênio do humor. Mestre em criar tipos memoráveis, Chico Anysio foi responsável por algo extraordinário: encher de sorrisos o povo brasileiro. Seus mais de duzentos personagens povoam as lembranças de várias gerações. Ele mesmo foi múltiplo: cearense de nascimento, carioca de coração, vascaíno apaixonado. No Rio, para onde veio ainda criança, tornou-se o maior de todos os humoristas do País, inspirou novos artistas e formou uma legião de comediantes.”

O Ceará, estado onde Chico Anysio nasceu, também decretou luto oficial por três dias.