Coreia do Norte apreensiva com ‘A Entrevista’ na Alemanha

Governo de Kim Jong-un confunde estreia do filme no circuito comercial alemão com a exibição na Berlinale, o que de fato preocupa o ditador

Por Da Redação - 23 jan 2015, 08h37

O filme A Entrevista já rendeu muita dor de cabeça à Sony, por provocar a ira do regime norte-coreano e de hackers que invadiram o sistema de segurança da empresa em novembro passado. Agora, o longa é responsável por tirar o sono dos organizadores do Festival de Cinema de Berlim, já que o governo de Kim Jong-un acredita que o filme terá sua estreia em Berlim durante o festival, porque ambos acontecem no mesmo dia, 5 de fevereiro. “Esse filme claramente instiga o terrorismo”, diz um trecho do comunicado em tom de ameaça emitido pela emissora estatal norte-coreana, que também afirma que se A Entrevista for para a Berlinale, a Alemanha será vista como uma aliada dos Estados Unidos. Entretanto, o evento já divulgou a sua lista de filmes, e A Entrevista não está entre eles.

Leia também:

Publicidade

Documentário de Walter Salles vai ao Festival de Berlim

Comédia ‘A Entrevista’ fatura US$ 31 milhões na internet

Publicidade

Netflix atinge 57 mi de usuários e turbina produção própria

Dieter Kosslick, o diretor do festival, contou ao site da revista americana The Hollywood Reporter que deve se reunir com o embaixador norte-coreano na Alemanha nesta quinta-feira para esclarecer o assunto. “Eu vou dizer a ele que o filme não tem nada a ver com o Festival de Berlim, é simplesmente uma coincidência”, garantiu Kosslick. “Estamos sempre em contato com a Sony, mas em momento algum nenhuma das partes cogitou ter a première do filme durante o festival.”

Além de estrear em breve na Alemanha, A Entrevista entrará na grade de programação do Netflix para assinantes do Canadá e dos Estados Unidos no próximo sábado, 24. O longa foi lançado na internet em 24 de dezembro, através do site “seetheinterview.com”, e de outros serviços de compra on-line, como iTunes, Google Play e YouTube Movies.

Leia também:

Publicidade

‘Cinquenta Tons de Cinza’ vai estrear no Festival de Berlim

‘A Entrevista’ será lançado em DVD em fevereiro nos EUA

A comédia retrata um plano para assassinar o ditador da Coreia do Norte Kim Jong-un, satirizado pelo filme – o que provocou a ira do regime norte-coreano. Em represália à produção, hackers da Coreia do Norte, segundo o FBI, vazaram uma série de e-mails, roteiros e outros dados confidenciais do estúdio Sony, que produziu o filme. No Brasil, ele deve ser lançado em 29 de janeiro.

Publicidade