Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com júri formado só por mulheres, Miss Universo 2018 elege filipina

Catriona Gray foi escolhida a mulher mais bela do mundo no concurso que tenta se atualizar para o século XXI

A filipina Catriona Gray foi coroada nesta segunda-feira Miss Universo 2018 na festa realizada em Bangcoc, na Tailândia. Esta é a quarta vez que uma representante do país leva o título da competição de beleza — a última vez aconteceu em 2015, quando o apresentador Steve Harvey fez o anúncio errado, coroando por um breve momento a Miss Colômbia, Ariadna Gutiérrez, antes de devolver o prêmio à real vencedora, a filipina Pia Wurtzbach.

Catriona Gray, miss Venezuela, é eleita Miss Universo 2018 durante cerimônia realizada em Bangkok, na Tailândia – 17/12/2018

Catriona Gray, miss Venezuela, é eleita Miss Universo 2018 durante cerimônia realizada em Bangkok, na Tailândia – 17/12/2018 (Athit Perawongmetha/Reuters)

Catriona foi coroada pela sua predecessora, a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters, enquanto a sul-africana Tamaryn Green e a venezuelana Sthefany Gutiérrez a escoltaram como primeira e segunda dama de honra respectivamente. A representante do Brasil, a amazonense Mayra Dias, chego a ser classificada entre as 20 finalistas, mas não passou para a fase seguinte.

A miss Brasil Mayra Dias desfila de biquini durante a competição do Miss Universo em Bangcoc, na Tailândia – 17/12/2018

A miss Brasil Mayra Dias desfila de biquini durante a competição do Miss Universo em Bangcoc, na Tailândia – 17/12/2018 (Lillian Suwanrumpha/AFP)

Miss do século XXI

O tradicional concurso de beleza, que chega à sua 67ª edição, ofereceu algumas novidades este ano, com o intuito de adequar sua imagem à nova visão do feminino. Para começar, esta foi a primeira vez que o júri foi inteiro formado só por mulheres. O concurso também adicionou em 2018 uma regra em que as 20 semifinalistas eram representantes de todos os continentes, divididas em quatro grupos de cinco mulheres.

A miss Espanha Angela Ponce, primeira mulher transgênero a participar do concurso

A miss Espanha Angela Ponce, primeira mulher transgênero a participar do concurso (Lillian Suwanrumpha/AFP)

Outra novidade foi a participação da espanhola Angela Ponce, a primeira transgênero a entrar no Miss Universo. Ela não se classificou, mas ganhou uma homenagem durante o programa que foi transmitido no Brasil ao vivo pelo canal pago TNT e pela Band TV.

Confira mais imagens do evento:

(Com agência EFE)