Clique e assine a partir de 9,90/mês

Claudia Leitte promete disco ‘caliente’ em carreira internacional

Cantora divulgou detalhes sobre novo trabalho, que será lançado sob a tutela dos empresários Jay Brown e Jay Z

Por Da Redação - 11 dez 2015, 19h31

Claudia Leitte divulgou nesta sexta-feira, na sede do Twitter, em São Paulo, detalhes sobre sua carreira internacional. A cantora conversou com convidados sobre sua nova canção, Corazón, cantada em espanhol, e que conta com a participação de Daddy Yankee, porto-riquenho dono de hits como Lo Que Pasó, Pasó e Gasolina. “Será muito ‘caliente’. Podem esperar muita sensualidade. Muita alegria, que é a coisa do brasileiro e do latino”, adianta sobre o novo trabalho.

LEIA TAMBÉM:

Fãs pedem abraço e Claudia Leitte recusa: ‘De jeito nenhum’

Claudia Leitte, a decotada do ‘The Voice’, dá dicas para manter casamento: ‘Meia-luz para as cheinhas’

Continua após a publicidade

‘Eu gosto da minha estrutura física’, diz Claudia Leitte (quem mais?) ​

Você acredita? Claudia Leitte ju-ra que adora virar meme

Claudia será agenciada por Jay Brown, sócio do rapper Jay Z, na empresa Roc Nation, que cuida da carreira de grandes nomes da música mundial, como Rihanna e Kanye West. A ambição por ganhar o mundo é algo que inspira a cantora. “Sair da minha zona de conforto me trouxe muitas informações novas”, diz. “Vai ser uma aproximação muito grande entre mim e meus fãs da América Latina, os argentinos adoram nosso som, os ‘chicanos’ também, vai ser muito legal.”

O novo single será disponibilizado no dia 17, próxima quinta-feira, no serviço de streaming Tidal, de Jay-Z, e no YouTube. O disco, que contará também com faixas em inglês, está previsto para julho do ano que vem.

Continua após a publicidade

O projeto nasceu após a Copa do Mundo do Brasil, realizada no ano passado, que deu visibilidade à cantora. Claudia participou do clipe oficial da competição e participou do show de abertura do torneio ao lado de Jennifer Lopez e Pitbull. A apresentação na Arena Corinthians, em Itaquera, ficou marcada pelas críticas que recebeu da imprensa estrangeira.

Publicidade