Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Cinquenta Tons de Cinza’ vai ser ‘recatado’ no cinema

Quem espera ver cenas quentes e coroadas por nus frontais em Cinquenta Tons de Cinza, a franquia cinematográfica baseada nos livros eróticos da inglesa E. L. James, vai se decepcionar. O ator Jamie Dornan, escalado para viver o galã sadomasoquista Christian Grey, não vai mostrar nada impróprio para menores na tela. “Há contratos que garantem que os espectadores não verão o meu…”, disse ele, sem encontrar palavra para completar a frase, ao jornal britânico The Observer.

Leia também:

Trecho de Cinquenta Tons de Cinza, de E. L. James

Trailer falso une ‘Frozen’ a ‘Cinquenta Tons de Cinza’

A declaração de Dornan confirma a aposta que analistas já vinham fazendo há um tempo: a ideia dos produtores é suavizar a história para atrair um público mais amplo. Dito de outra forma, Cinquenta Tons de Cinza será mais romântico no cinema. Daí ser lançado junto ao Dia dos Namorados americano, o Valentine’s Day. O longa estreia dia 13 de fevereiro nos Estados Unidos. Ainda não há data prevista para o Brasil.

“O plano é apelar para um público tão amplo quanto possível, e não deixá-lo de fora da bilheteria”, admitiu Dornan. “Por isso, não vai ter nada feio ou gratuito.” Para subir, a temperatura das cenas vai depender da imaginação dos espectadores, portanto. “A diretora é brilhante, então, deve inserir elementos sugestivos no filme.”

Dornan também bateu naquela tecla de que fazer cenas de sexo não mexe com os atores envolvidos. “Há dúzias de homens peludos em volta, cabos móveis e equipamentos de luz. Não é nada interessante, a menos que você seja do grupo que gosta de ser observado fazendo sexo, e eu não sou.”