Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Christian Bale agradece ‘a Satã’ em discurso no Globo de Ouro 2019

Ator foi premiado como melhor ator em comédia ou musical pelo filme 'Vice', no qual interpretou o ex-vice dos EUA Dick Cheney

Famosa por manter seus convidados bem servidos de álcool durante toda a noite, a cerimônia do Globo de Ouro tem a tradição de sediar os discursos mais inusitados da temporada de prêmios. No último domingo, não foi diferente. Christian Bale subiu ao palco para receber o prêmio de melhor ator em um filme de comédia ou musical por Vice e surpreendeu o público com um agradecimento incomum. “Obrigado, Satã, por me dar inspiração para viver esse papel”, declarou, diante de uma plateia perplexa.

O papel em questão é o do político americano Dick Cheney, vice-presidente dos Estados Unidos durante o governo de George W. Bush entre 2001 e 2009. Este é o segundo Globo de Ouro de Bale e, coincidência ou não, ambos foram conquistados por papéis marcados por extrema transformação física – em 2011, o ator perdeu cerca de treze quilos para o drama O Vencedor (em que levou a estatueta de melhor ator coadjuvante tanto no Globo de Ouro como no Oscar) e, para viver Cheney em Vice, ele engordou cerca de 18 quilos.

Em resposta ao discurso do ator, a igreja satanista The Church of Satan postou um agradecimento em sua conta no Twitter, enfatizando que a figura, normalmente temida e rejeitada pela religião cristã, é vista por eles como “um símbolo de orgulho, liberdade e individualismo e que serve como uma projeção metafórica de nosso maior potencial pessoal”. O grupo ainda concluiu afirmando que a referência foi bem colocada, já que foram o talento e a habilidade de Bale que lhe renderam o prêmio.

Não foi apenas a igreja satanista, porém, que reagiu ao discurso. Liz Cheney, filha de Dick Cheney, foi ao Twitter defender o pai e aproveitou para trazer de volta aos holofotes um caso de 2008 envolvendo o ator, então com 34 anos. Na época, Bale foi acusado pela mãe e pela irmã de agredi-las num hotel em Londres, mas a Justiça o declarou inocente. “Satã provavelmente o inspirou a fazer isso também”, ironizou Liz. O próprio Cheney, hoje com 77 anos, não comentou o discurso.

Além de Satã, Bale também agradeceu à mulher Sibi Blazic pelos conselhos a respeito de discursos polêmicos (como esse) e ao diretor Adam McKay, que, segundo o ator, o escalou porque precisava de alguém “absolutamente sem carisma” para o papel. Vice estreia nos cinemas brasileiros no dia 31 de janeiro.