Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chorão morre em SP: vizinho ouviu batidas na parede

Por Da Redação - 6 mar 2013, 18h26

Um vizinho do apartamento que o músico Alexandre Magno Abrão, o Chorão, mantinha em São Paulo ouviu batidas na parede do imóvel na manhã desta terça-feira. A informação leva o delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil de São Paulo, a acreditar que o músico, encontrado sem vida às 5 horas da manhã desta quarta, já poderia estar morto por horas.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Relembre as músicas mais famosas do Charlie Brown Jr.

Chorão estava deprimido e solitário, diz Sonia Abrão

Continua após a publicidade

mania de perseguição e surtos psicóticos

GPS: Na praia, Paulinho Vilhena faz homenagem para Chorão

REPERCUSSÃO: Amigos e celebridades lamentam morte de Chorão

De acordo com o delegado, o músico estava com a mão machucada, o que pode explicar o sangue visto pelas paredes do imóvel. Para Vieira, ele se machucou e saiu andando pela casa, provavelmente se apoiando nas paredes, até desabar na cozinha, onde foi encontrado sem vida. No endereço, os policiais encontraram garrafas de cerveja, latas de energético, peças de roupa, medicamentos como analgésicos e o ansiolítico Lexotan, de venda controlada, e um pó branco, enviado para análise toxológica, ainda sem previsão de laudo.

Continua após a publicidade

Embora aposte em um acidente causado pela combinação de remédios e álcool, o delegado Itagiba Vieira não descarta nenhuma hipótese ainda. Ele solicitou ao prédio em que o músico foi encontrado morto, em Pinheiros, as imagens da câmera de segurança para ver quando o músico chegou ao local e quem mais esteve por lá.

Publicidade