Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Cem Anos de Solidão’ vai virar série da Netflix

Livro de García Márquez ganhará adaptação audiovisual inédita e em espanhol

Pela primeira vez desde seu lançamento em 1967, a obra-prima de Gabriel García Márquez, Cem Anos de Solidão, será adaptada para uma versão audiovisual. A Netflix, empenhada em expandir seu catálogo para além do território americano com produções estrangeiras como Narcos, Dark e La Casa de Papel, anunciou nesta quarta-feira, 6, que comprou os direitos de exibição do romance colombiano e desenvolverá uma série em língua espanhola a partir do clássico.

A série será gravada na Colômbia, mas informações sobre número de episódios ou elenco ainda não foram divulgadas. Os filhos do escritor, Rodrigo e Gonzalo García, atuarão como produtores executivos.

Em depoimento ao jornal americano The New York Times, Rodrigo García declarou que seu pai, morto em 2014, recebeu dezenas de ofertas ao longo das últimas décadas. Mas rejeitou todas por não acreditar que a obra pudesse ser transformada em um único filme e por não aceitar que a adaptação fosse falada em outra língua que não o espanhol.

Para o vice-presidente da divisão de originais em espanhol na Netflix, Francisco Ramos, o lançamento de produções como Narcos e Roma, recentemente premiado no Oscar, ajudou a mostrar à família de García que a empresa era capaz desenvolver um conteúdo de qualidade em espanhol para uma audiência mundial.

Um dos grandes livros associados ao chamado “Boom literário latino-americano” das décadas de 1960 e 1970, Cem Anos de Solidão narra com realismo fantástico a história da família Buendía ao longo de muitas gerações, numa vila fictícia colombiana chamada Macondo, fundada por seu patriarca. A obra estabeleceu García Márquez como um dos grandes autores do Século XX e vendeu, até hoje, mais de 50 milhões de cópias em 46 idiomas. O escritor ganhou o prêmio Nobel de literatura em 1982.