Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cartunista britânico Ronald Searle morre aos 91 anos

Searle começou a desenhar aos cinco anos e trabalhou em revistas como 'Life' e 'The New Yorker'

Por Da Redação - 3 jan 2012, 09h43

O cartunista britânico Ronald Searle morreu em sua casa, na França, aos 91 anos no dia 30 de dezembro, segundo informou sua família nesta terça-feira.

“Ronald William Fordham Searle, nascido em 3 de março de 1920, morreu em paz enquanto dormia acompanhado de seus filhos, Kate e John, e seu neto, Daniel, a seu lado no dia 30 de dezembro em Draguignan, França, após uma curta doença”, diz o comunicado divulgado pela imprensa britânica. Na nota, os familiares do caricaturista inglês dizem que o próprio Ronald havia pedido “uma cremação privada”.

Searle começou a desenhar com apenas cinco anos, trabalhou para a revista britânica Punch, Sunday Express, News Chronicle, e também publicações de outros países, como jornal francês Le Monde e as revistas americanas Life e The New Yorker.

Na Grã-Bretanha, ele era famoso por seus livros da série de St. Trinian’s, escola fictícia para meninas revoltadas e pérfidas, e as publicações que fez em colaboração com o escritor britânico Geoffrey Williams sobre outra escola igualmente horrível, desta vez masculina (a série Molesworth). Há atualmente exemplos de seu trabalho como cartunista em diversos museus britânicos, entre eles o British Museum, o Victoria and Albert e o Imperial War, todos eles em Londres.

Publicidade

Entre os artistas e ilustradores que influenciou estão o cartunista britânico Gerald Scarfe e o desenhista americano Matt Groening, criador da série de televisão Os Simpsons.

(Com Agência EFE)

Publicidade