Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Capitã Marvel’ tem a melhor estreia de filme dirigido por uma mulher

Anna Boden divide com Ryan Fleck a direção do longa da Marvel, que arrecadou quase meio bilhão de dólares em seus primeiros dias em cartaz no mundo

Por Redação - Atualizado em 11 mar 2019, 19h15 - Publicado em 11 mar 2019, 12h13

Ela está com tudo: há apenas quatro dias em cartaz, Capitã Marvel já arrecadou mais de 450 milhões de dólares em todo o mundo, sendo mais de 150 milhões nos cinemas americanos. Com isso, o filme se torna a segunda maior abertura da Marvel até hoje — atrás apenas de Vingadores: Guerra infinita, que arrecadou 640 milhões de dólares em 2018 — e a sexta maior estreia mundial até hoje, atrás de Guerra Infinita, Velozes e Furiosos 8, Star Wars: O Despertar da Força, Jurassic World e Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2.

Capitã Marvel é o primeiro filme do Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês) a trazer a aventura-solo de uma heroína, e também é o primeiro do estúdio Marvel dirigido por uma mulher — Anna Boden divide o crédito com Ryan Fleck. O desempenho nos primeiros dias em cartaz o transforma no filme de maior bilheteria de estreia entre produções dirigidas por mulheres, quebrando o recorde anterior de Cinquenta Tons de Cinza, que arrecadou 242 milhões de dólares mundialmente no primeiro final de semana em exibição.

O filme apresenta a heroína do título, que leva o nome civil de Carol Danvers. Interpretada por Brie Larson, ela é uma guerreira que luta ao lado do povo alienígena Kree, mas que perdeu a memória durante uma batalha e não se lembra de suas origens. Quando cai na Terra, ela logo descobre que as respostas para suas perguntas e para seus poderes podem estar ali. O filme traz também os veteranos de Marvel Samuel L. Jackson, no papel de Nick Fury, e Clark Gregg, como o agente Coulson. Jude Law, Ben Mendelsohn, Lashana Lynch e Annette Bening completam o elenco.

Publicidade