Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bruno Gagliasso fala sobre traição na TV: ‘A gente é ser humano, né?’

Questionado pela jornalista Marília Gabriela se teve ‘teretetê’ com modelo Carol Francischini, ator confirmou e citou o filósofo Nietzsche para se justificar

O passado persegue todo mundo, mas em especial as celebridades. Em entrevista à jornalista Marília Gabriela, que vai ao ar neste domingo, às 22h, no canal pago GNT, o ator Bruno Gagliasso não escapou de falar da pulada de cerca que deu dois anos atrás, quando foi apontado como pai da filha da modelo Carol Francischini. Na época, Gagliasso já era casado com a atriz Giovanna Ewbank, com quem está há quatro anos.

“Você teve um teretetê com essa moça no meio do casamento?”, perguntou a jornalista, tentando suavizar a questão feita antes, quando quis saber se o ator teria dado “uma traída” na mulher. “Não foi uma suposição, foi um fato. Aconteceu”, reconheceu Gagliasso, que volta à TV no próximo mês como o serial killer da série Dupla Identidade, da TV Globo. A série é escrita por Glória Perez, que já trabalhou com o ator em novelas como América.

“A gente é ser humano, né?”, defendeu-se em seguida Gagliasso, que ainda citou o filósofo alemão Nietzsche para se justificar. “Eu errei, mas esse erro serviu de lição. Nietzsche diz que tudo na vida é acerto e erro. Consequentemente, todo erro faz parte de um acerto. Acho que errar me fez acertar, porque hoje eu tenho uma relação maravilhosa com a minha mulher, respeito ela pra caramba, a gente se ama e quer estar junto. Se a gente passou por isso junto, a gente vai passar por muito mais coisa.”

De acordo com o ator, a crise tornou o casal mais forte. “Foi um momento em que a gente precisou se cuidar e discutir, conversar sobre o que a gente queria da vida. A gente decidiu ficar junto e enfrentar tudo.”