Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Bruce Springsteen canta contra o presidente Donald Trump

"Não se gabe/ De nunca ter lido um livro/ Não acredito/ Num condenado e seus bandidos", diz a letra

Por Da Redação - 23 abr 2017, 14h47

O roqueiro americano Bruce Springsteen nunca escondeu seu desconforto com a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de seu país. Mas agora decidiu colocar essa frustração no modo que conhece melhor – a música. Na última sexta-feira, ele lançou a canção That What Makes Us Great (Isso é o que nos torna grandes), parceria dele com o Joe Grushecky.

That What Make Us Great nasceu pouco após a posse de Trump, em janeiro deste ano. “Eu mandei a canção para ele e sugeri que desse um ‘tratamento Bruce Springsteen’ para a letra”, disse Grushecky ao jornal Pittsburgh Gazette. O intérprete de Born in the USA colabora com versos fortes como “Não me conte uma mentira/ E venda como verdade/ Eu já viajei por essa estrada/ E não retornarei” e “Não se gabe/ De nunca ter lido um livro/ Não acredito/ Num condenado e seus bandidos.”

Bruce Springsteen é famoso por seu engajamento político, notadamente favorável ao partido democrata. Um de seus maiores sucessos, Born in the USA, fala justamente sobre a dificuldade de um ex-combatente do Vietnã se ajustar à realidade americana. A canção, no entanto, foi usada como peça de propaganda do então presidente Ronald Reagan para exaltar os valores americanos. Outros grandes momentos de Springsteen são o álbum The Rising (2002), sobre o atentado ao World Trade Center, e We Shall Overcome (2008), uma compilação de canções de protesto com compositor e ativista Pete Seeger. That What Makes Us Great está disponível para a venda no site de Joe Grusecky, mas pode ser ouvida na íntegra abaixo.

Publicidade