Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Britney Spears é processada em US$ 300.000

Empresa de segurança afirma que cantora deu calote após serviços prestados

A cantora americana Britney Spears está sendo processada em 303.000 dólares (cerca de 575.000 reais) por uma empresa de segurança dos Estados Unidos. Segundo o site especializado em celebridades TMZ, a empresa afirma que Britney não pagou pelos serviços prestados pela firma.

A Advanced Security Concepts Corporation, que tem sede na Califórnia, foi à justiça contra toda a equipe da cantora para cobrar 140.000 dólares (cerca de 265.000 reais) que deveria ter sido pagos em 2010. A disputa entre Britney e a ASCC vem desde que Fernando Flores, um dos seguranças da empresa acusou a cantora de assédio sexual — e perdeu na Justiça, que considerou a acusação improcedente.

Britney, revoltada com a desfaçatez do segurança, dispensou o serviço da empresa. Agora, a ASCC alega que por contrato o pagamento de metade do calor, no caso os 140.000 dólares, deveria ter sido realizado mesmo que a cantora não utlizasse o serviço. O valor, acrescido de perdas monetárias e o montante a título de indenização praticamente dobra no no processo enviado a uma corte dos EUA. A cantora não se pronunciou sobre o assunto.