Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro Carlos Araujo expõe na reinauguração do Panteão de Roma

Mostra ‘Gênesis’ é composta por 32 telas inspiradas em passagens bíblicas

O artista brasileiro Carlos Araújo vai expor seu trabalho no Panteão de Roma, com a mostra Gênesis, que abre no dia 25 de setembro e vai até 3 de outubro. O pintor de arte sacra foi o eleito para reinaugurar o espaço expositivo da clássica construção localizada na Itália, fechada para mostras há mais de três séculos. Sendo assim, Araújo será o primeiro artista contemporâneo a expor no monumento.

No total, serão 32 telas feitas a partir de passagens bíblicas do livro Gênesis, o primeiro da Bíblia. Araújo produziu todos os quadros da exposição, dentro do padrão de tamanho exigido, ao longo de oito meses. A curadoria foi feita entre o pintor e Giovanni Belardi, superintendente dos Bens Arquitetônicos e Paisagísticos da Cidade de Roma.

Leia também:

ArtRio aposta em ‘tradição de 5 anos’ para enfrentar crise

Colecionador privado puxa crescimento das galerias de arte

Tela de Guignard se torna a mais cara de um brasileiro a ser leiloada

Araújo já expôs seu trabalho na Bienal de Florença (2007), no Carrousel du Musée du Louvre, em Paris (2008), entre outros locais na Europa, além de participar de três mostras no Masp, em São Paulo, em 1974, 1979 e 1987.

Ao mesmo tempo em que se apresenta no Panteão, o pintor fará parte de uma exposição individual na Galleria D’Arte Benucci em Roma, que abre no dia 20 de setembro. Para complementar as mostras, um aplicativo interativo do artista contém as mais de 1.200 imagens produzidas por ele ao longo de sua trajetória.