Clique e assine a partir de 9,90/mês

Quatro bons restaurantes naturais em Cuiabá

A seleção integra a lista de 200 endereços da edição digital de VEJA COMER & BEBER CUIABÁ 2018/2019

Por Lidiane Barros, Marianna Marimon, Renan Marcel e Vinicius Tamamoto - Atualizado em 30 Apr 2018, 16h22 - Publicado em 27 Apr 2018, 01h00

Body Chef

Com jeitão de lanchonete fast-food, a casa expõe no balcão opções de lanches e sobremesas feitos com ingredientes naturais ou redução de açúcar e gordura, por exemplo. É o caso do hambúrguer assado, que chega acompanhado de cream cheese light, alface e tomate no pão multigrãos (R$ 15,90 o de carne ou frango e R$ 21,90 a versão de salmão). Para beber, agrada o suco chamado diurético, que combina melancia, limão e gengibre (R$ 12,00; 500 mililitros). O brownie feito com cacau, açúcar mascavo, pasta de amendoim e amêndoas (R$ 8,00 a porção) lidera entre as sobremesas. Avenida Fernando Corrêa da Costa, 320, Poção, 2127-3546 (50 lugares). 8h/18h (sáb. até 16h; fecha dom.). Aberto em 2016. $

Ki Nutre Restaurante

Vegetariana, Zenir de Moura Miranda tinha dificuldade para encontrar boas refeições do tipo na cidade. Ela decidiu, então, investir em um negócio próprio. De uma marmitaria caseira nasceu o restaurante, em 2004. No sistema de bufê (R$ 44,90 o quilo) ela serve pratos como a lasanha de abobrinha, feita com tomate, cebola e coberta com molho de leite de soja e orégano. Faz igual sucesso a moqueca de banana-da-terra, que leva leite de coco, pimentões, coentro e molho de tomate. Para a sobremesa, são oferecidos bolos veganos, sem adição de leite e ovos, a exemplo do de alfarroba. Avenida Presidente Getúlio Vargas, 676, Centro Norte, 3321-3540 (60 lugares). 11h/14h (fecha sáb.). Aberto em 2004. $

Continua após a publicidade

Raposa Vegana

Alérgica a lactose, Wanessa Rodrigues, de 24 anos, começou a vender comidas veganas por encomenda. O negócio prosperou tanto que em 2016 ela abriu o restaurante de comidas livres de derivados animais. Ali, oferece duas opções rotativas de pratos principais todos os dias. Pode aparecer, por exemplo, a feijoada vegana: no lugar dos cortes suínos, entram vegetais orgânicos, como cenoura e abóbora, e a guarnição fica por conta de arroz integral, farofa de banana, couve e laranja (R$ 30,90 a porção de 400 gramas e R$ 35,90 a de 550 gramas). Para beber, o suco verde é feito com abacaxi, inhame, clorofila e gengibre (R$ 7,00; 300 mililitros). Rua Cândido Mariano, 1270, Quilombo, 3623-5023 (45 lugares). 11h/14h (sáb. sob consulta; fecha dom.). Aberto em 2016. $

Casa Natu

Na onda das comidas de pegada saudável, o local serve almoço com grelhados. É o caso do salmão passado na manteiga de ervas ladeado por salada e mix de arroz, que leva grãos  vermelhos e integrais mais gergelim (R$ 39,50). Outra opção é o filé de pintado em crosta de gergelim na companhia de purê de banana-da-terra, cenoura cozida, tomate-cereja, brócolis e alho-poró salteados mais o mesmo mix de arroz (R$ 36,50). Para beber, só sucos naturais, entre eles o chamado antioxidante, composto de morango, framboesa e amora (R$ 11,00; 500 mililitros). De sobremesa ou lanche, há açaí (R$ 20,00 o copo de 450 mililitros) ou iogurte gelado de lichia (R$ 17,00 o copo com 210 gramas). Avenida General Ramiro de Noronha, 197, Jardim Cuiabá, 2127-7550 (60 lugares). 11h/21h (fecha dom.). Aberto em 2017. $$

Publicidade