Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Bíblia dos Adúlteros’, de 1631, será leiloada em novembro

Volume ficou famoso por conter um erro de impressão que acabou por mudar o sentido do sétimo mandamento, grafado como ‘Cometerás adultério’

Uma Bíblia extremamente rara que ficou conhecida como “Bíblia dos Pecadores” ou “Bíblia dos Adúlteros”, produzida em 1631 por uma editora inglesa, será leiloada em 11 de novembro pela casa Bonhams. O volume do livro sagrado ficou famoso por conter um erro de impressão que acabou por mudar o sentido do sétimo mandamento. O “not” (não) de “thou shalt not commit adultery” (não cometerás adultério) ficou de fora, resultando na infame recomendação: “thou shalt commit adultery” – algo como “cometerás adultério”. As informações são do jornal britânico The Guardian.

Leia também:

Hugh Jackman vai viver Apóstolo Paulo em drama bíblico

Filão da fé faz frente às produções bíblicas de Hollywood

Rei Davi será tema de novo filme bíblico em Hollywood

Segundo a publicação, cerca de 1 000 exemplares do livro foram impressos e o erro só foi descoberto um ano após ser distribuído. Quando o equívoco foi percebido, os responsáveis pela impressão, Robert Barker e Martin Lucas, foram convocados por ordem de Charles I, então rei da Inglaterra, a prestar esclarecimentos no tribunal. Eles foram condenados a pagar uma multa pelo erro e ficaram sem suas licenças para trabalhar com impressões.

Trecho que mostra o erro de digitação na Bíblia. Em vez de 'Não cometerás adultério', ficou 'Cometerás adultério' Trecho que mostra o erro de digitação na Bíblia. Em vez de ‘Não cometerás adultério’, ficou ‘Cometerás adultério’

Trecho que mostra o erro de digitação na Bíblia. Em vez de ‘Não cometerás adultério’, ficou ‘Cometerás adultério’ (/)

A maior parte dos exemplares dessa edição foi recolhida e logo destruída, mas cerca de dez livros restaram, segundo a estimativa da Bonhams. De acordo com a casa de leilões, há a especulação de que a ausência do “não” na impressão não foi um erro, e sim uma tentativa de sabotagem perpetrada por um inimigo de um dos donos da impressora. A Bonhams espera arrecadar entre 10 000 e 15 000 libras (60 800 e 91 300 reais, aproximadamente) pelo volume.

(Da redação)