Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Beyoncé e Bruno Mars ofuscam Coldplay no Super Bowl

Ao fim do show, os telões do estádio ainda anunciaram que a cantora vai rodar o mundo com a turnê 'Formation', com a venda de ingressos a partir do dia 16 de fevereiro

O show do intervalo da 50ª edição do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano dos Estados Unidos, era para ser comandado pela banda inglesa Coldplay neste domingo, mas não foi bem isso o que aconteceu. Chris Martin e companhia faziam um show morno até subirem ao palco Bruno Mars e Beyoncé – estes sim, que incendiaram a plateia com um medley que incluiu Uptown Funk, Formation (o novo single da cantora) e Crazy in Love.

Leia também:

Bruno Mars confirma show no Super Bowl ao lado de Coldplay e Beyoncé

Lady Gaga cantará hino dos EUA no Super Bowl 50

Quando os dois foram para o centro do palco, ninguém mais parecia lembrar que o Coldplay continuava por lá. Chris Martin até tentou se aproximar e ficou entre Mars e Beyoncé, coitado, mas só tornou ainda mais aparente a impressão de que a banda não tem cacife ou apelo pop o suficiente para liderar um dos eventos mais assistidos da televisão americana.

Depois, Martin foi para o piano e tocou Fix You, enquanto a história de cinquenta anos do Super Bowl era relembrada nos telões, com imagens de shows anteriores. Novamente, o destaque não ficou com o Coldplay, mas sim com o histórico das apresentações. O show foi encerrado com Martin, Beyoncé e Mars no centro, com a diva da música pop empurrando a câmera para a plateia. Ao fim, os telões do estádio ainda anunciaram que Beyoncé vai rodar o mundo com a turnê Formation, com a venda de ingressos a partir do dia 16 de fevereiro.

(Da redação)