Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ben Affleck, o novo Batman que os fãs amam odiar

Escolha do ator e diretor para contracenar com Henry Cavill na sequência de 'Homem de Aço' desperta ira – e a veia cômica – dos usuários das redes sociais

Por Da Redação - 23 ago 2013, 03h20

Ben Affleck será o novo Batman. O anúncio oficial foi feito na noite desta quinta-feira pelo estúdio Warner Bros e provocou uma enxurrada de comentários nas redes sociais. O ator e diretor de 41 anos interpretará o herói mascarado na sequência de Homem de Aço, que inaugurou este ano a nova franquia cinematográfica do Super-Homem. O longa só deve estrear em 17 julho de 2015, mas desde já a escolha de Affleck, o oitavo ator a viver o homem-morcego no cinema, alimenta a ira e, principalmente, a veia cômica dos usuários do Twitter e Facebook.

ENQUETE: Você aprova a escolha de Ben Affleck para o papel?

A opinião dominante é que o ator não tem o perfil exigido para o papel. Uma enquete da revista americana Variety indicava mais de 77% de rejeição à escolha. Até o veterano Richard Dreyfuss, astro de Tubarão e Contatos Imediatos do Terceiro Grau, resumiu as críticas de maneira bem-humorada: “Você ensaia para um papel, você se sente bem nele, você se sente confiante, aí eles escolhem o Ben Affleck”, escreveu o ator em sua conta no Twitter.

Muitos fãs de quadrinhos, no Brasil, Estados Unidos e outras partes do mundo, foram além na brincadeira com o vencedor do Oscar de Melhor Filme deste ano por Argo – dirigido e protagonizado por Affleck. “Por que não escalar logo Jennifer Lopez para o papel de Mulher Gato?”, pediu um usuário do Twitter – a cantora e atriz é ex-namorada de Affleck.

Continua após a publicidade

Quiz: Teste seus conhecimentos sobre o Super-Homem

“Ben Affleck como Batman é a pior escolha desde Ben Affleck como Demolidor”, opiniou outro tuiteiro, lembrando o primeiro papel de super-herói do ator, em 2003 – Affleck vestiria depois o uniforme do Super-Homem em Hollywoodland, filme em que faz o papel do ator George Reeves, o rosto do homem de aço na série de TV da década de 50.

Boa parte dos comentários nas redes sociais, porém, ironicamente impunham uma condição para aceitar o Batman de Ben Affleck: a escolha de Matt Damon para ser o “seu” Robin. Os dois são amigos desde a infância, sócios numa produtora de cinema e coautores do roteiro de Gênio Indomável, que venceu o Oscar da categoria em 1997 e catapultou suas carreiras em Hollywood.

Rivais – Mas o parceiro de Affleck na sequência de Homem de Aço será mesmo o novo Super-Homem Henry Cavill. A produção do longa, que só começa a ser filmado em 2014 e ainda não tem título definido, vem divulgando que os dois irão se enfrentar no filme, o primeiro a juntar os super-heróis mais populares dos quadrinhos. Não está claro, contudo, se Batman e Super-Homem serão rivais ou em algum momento unirão forças. Além de Cavill e Affleck, estão confirmados no elenco Amy Adams, Laurence Fishburne e Diane Lane, que repetirão os papéis do filme anterior.

Continua após a publicidade

O anúncio de Ben Affleck como o novo Batman acaba com especulações de que Christian Bale, o homem-morcego na trilogia de Cristopher Nolan, voltaria a encarnar o personagem ou que os atores Ryan Gosling, de Drive (2011) e Tudo Pelo Poder (2011), ou Josh Brolin, de Onde os Fracos Não Têm Vez (2007) seriam os escolhidos.

Em nota, o diretor Zack Snider afirmou que Affleck vai ser um contrapeso ao Super-Homem de Cavill. “Ele tem a capacidade de atuação para criar um retrato em camadas de um homem que é mais velho e mais sábio do que Clark Kent (Cavill é 11 anos mais novo que Affleck) e carrega as cicatrizes de um combatente do crime experiente, mas mantém o charme que o mundo vê no bilionário Bruce Wayne”, declarou Snyder .

“Nós sabíamos que precisávamos de um ator extraordinário para assumir um dos mais populares e duradouros super-heróis da DC Comics, e Ben Affleck certamente se encaixa nesse projeto. Sua brilhante carreira é uma prova de seu talento, e sabemos que ele e Zack vão trazer uma nova dimensão para a dualidade do personagem”, disse o presidente de desenvolvimento criativo e produção da Warner, Greg Silverman.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo e agência EFE)

Publicidade