Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Back to Black’ já é o disco mais vendido do século no Reino Unido

Por Da Redação - 24 ago 2011, 19h33

O último – e considerado o melhor – trabalho da britânica Amy Winehouse, Back to Black, se tornou nesta quarta-feira o álbum mais vendido do século no Reino Unido. A cantora morreu de causa ainda desconhecida no dia 23 de julho, em sua casa, em Londres, aos 27 anos. Sua morte impulsionou as vendas do álbum.

Segundo a lista compilada pela empresa Official Chart Company, o disco que Amy lançou em 2006 vendeu no país 3,25 milhões de cópias, na frente dos 3,24 milhões de Back to Bedlam de James Blunt. No mundo todo, as vendas de Back to Black superam os 15 milhões de exemplares. Em 2007, o álbum foi eleito disco do ano e em fevereiro de 2008 transformou Amy Winehouse na primeira cantora britânica a ganhar cinco Grammys.

A morte – A morte da diva britânica do soul, gênero que segundo os especialistas ela revolucionou, aconteceu em 23 de julho em sua casa no bairro de Camden Town, ao norte de Londres. Apesar de Amy ter tido muitos problemas com as drogas, sua família informou na terça-feira que os resultados toxicológicos da autópsia determinaram que a cantora não tinha em seu corpo restos de “substâncias ilegais”. As análises mostraram a presença de álcool no sangue da artista, embora não se pôde determinar se esta foi uma das causas de sua morte.

Durante seu funeral, o pai da cantora, Mitch Winehouse, disse que nas semanas anteriores a sua morte, a filha parecia mais feliz do que nunca e que tinha conseguido superar sua dependência de drogas, enquanto tentava dar um ponto final a seus problemas com o álcool.

Continua após a publicidade

(Com agência EFE)

Publicidade