Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Avenida Brasil’ bate recorde e é vendida a 125 países

Novela de João Emanuel Carneiro superou 'Da Cor do Pecado', exibida em 100 países

A novela Avenida Brasil, da Rede Globo, bateu recorde de comercialização internacional e seus direitos de exibição foram vendidos a emissoras em 125 países, informou a empresa nesta quinta-feira.

Escrita por João Emanuel Carneiro, a trama foi dublada em dezenove idiomas e é a mais bem-sucedida da história da TV brasileira, superando o recorde de Da Cor do Pecado, que foi exibida em 100 países, informou a assessoria do canal à agência EFE.

O canal se surpreendeu por ter conseguido vender a série em países como Colômbia e México, tradicionais produtores e fortes exportadores de telenovelas, onde é raro que produções dubladas tenham espaço em horário nobre. A RCN da Colômbia transmite a produção desde janeiro passado com boa recepção dos telespectadores, o que causou controvérsia entre os atores locais, e a TV Azteca mexicana estreará o folhetim em 17 de fevereiro em horário nobre.

Leia também:

‘Em Família’ tem a pior estreia de novela das nove

#AmorÀVida: 2,5 milhões de tweets em oito meses

Atualmente, Avenida Brasil é transmitida, entre outros países, na Argentina, nos Estados Unidos e no Uruguai. No próximo dia 20 também estreará na França. Na Argentina, onde estreou em 16 de dezembro, a produção chegou a alcançar 60% do ‘share’ e alguns protagonistas ficaram tão famosos que ganharam reportagens em jornais como Clarín e La Nación.

A trama, em que a vilã Carminha, interpretada por Adriana Esteves, se destaca, também foi transmitida com sucesso notável na Venezuela, em Portugal e na Grécia. No Chile, a novela ficou tão popular que o Canal 13, que a exibia, mudou o horário de transmissão do último capítulo, que normalmente passava à tarde, para colocá-lo de forma especial em horário nobre, à noite, em 31 de janeiro.

Em Portugal, país onde é comum as novelas brasileiras emplacarem, o último capítulo Avenida Brasil teve audiência inédita de 1,5 milhão de telespectadores, segundo dados da empresa GFK.

(Com agência EFE)