Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autópsia confirma causa da morte de Mark Salling, de ‘Glee’

Ator de 35 anos foi encontrado morto na terça-feira; ele aguardava sentença no caso de pornografia infantil pelo qual respondia

A autópsia de Mark Salling confirmou que a causa da morte do ator de Glee foi asfixia por enforcamento e classificou o caso como suicídio, segundo o escritório do médico legista confirmou ao site da revista People. O americano foi encontrado morto próximo a um rio, em Sunland, Los Angeles, na terça-feira. Ele tinha 35 anos.

A morte do ator aconteceu cerca de um mês antes da audiência em que seria dada sua sentença após se declarar culpado por posse pornografia infantil. Salling foi preso em dezembro de 2015 e indiciado em maio do ano seguinte após uma denúncia anônima — mais tarde, revelou-se que a denúncia foi feita por uma ex-namorada do ator. Autoridades encontraram uma grande quantidade de imagens e vídeos de pornografia infantil em seu computador e em um drive de memória externa.

Ele respondia em liberdade e aguardava a sentença de prisão, que sairia no dia 7 de março. O ator havia feito um acordo com a Justiça ao confessar e poderia pegar entre quatro e sete anos de prisão.

Nascido em Dallas, no Texas, Mark Salling teve uma carreira artística curta. Antes de Glee, onde ele trabalhou regularmente entre 2009 e 2013 (com aparições especiais até 2015), o ator fez pontas no longa Colheita Maldita IV (1996) e em um episódio da série Chuck Norris: O Homem da Lei (1999). Durante o período em que rodava o seriado musical, Salling protagonizou o filme televisivo Rocky Road: Sorvetes à Venda (2014). Fora o trabalho na TV, ele deu aulas de violão e chegou a lançar um disco de rock cristão sob o codinome Jericho.